Translator

sábado, 31 de março de 2012

Verdade 

A porta da verdade estava aberta,
mas só deixava passar
meia pessoa de cada vez.

Assim não era possível atingir toda a verdade,
porque a meia pessoa que entrava
só trazia o perfil de meia verdade.
E sua segunda metade
voltava igualmente com meio perfil.
E os meios perfis não coincidiam.

Arrebentaram a porta. Derrubaram a porta.
Chegaram ao lugar luminoso
onde a verdade esplendia seus fogos.
Era dividida em metades
diferentes uma da outra.

Chegou-se a discutir qual a metade mais bela.
Nenhuma das duas era totalmente bela.
E carecia optar. Cada um optou conforme
seu capricho, sua ilusão, sua miopia.





Carlos Drummond Andrade


domingo, 4 de março de 2012


Tenho notando ha algum tempo o comportamento das pessoas, em situações variadas.
Principalmente nas relações  na presença do dinheiro (compra e venda, fornecedor-empresa, vendedor-cliente final; heranças, planos de negócios; responsabilidades diversas em vários níveis - dos cargos em empresas a posições familiares...).


 Preciso dizer que a cada dia observado fico mais chocada;  e convencida de que definitivamente, muitos perderiam a identidade por "um monte" de dinheiro. 
Ainda que pensem o contrário; quer conhecer alguém? Dê poder a ele! 
Tive uma experiência dessas, um dia desses. E o processo ainda continua em andamento... Está sendo "impressionante"! (Qualquer hora penso em relatar superficialmente.)


E de que importam tantas observações, de que importa se muitos percebem que o egoísmo tem deteriorado nossa espécie, e que cada criação, cada descoberta, cada migalha de qualquer coisa, no fim das contas também vai girar em torno do dinheiro. Não existe mais filantropia! Virou utopia mesmo. 
Bem, se não virou, ao menos parece bastante. 


Eles brincam com o Rio de Janeiro por aí, dizem da violência e marginalidade. Já soube de muitos fatos perto, e graças a Deus nada me aconteceu... Mas eu saio nas ruas com medo. Sinto medo de andar a noite, sinto medo de lugares desertos, não tenho medo de animais nem de espíritos, é medo de pessoas! Me diz? Que mundo é esse que estamos vivendo?
Eu vejo nos filmes as pessoas fugindo de lobos, feras e mutações. Mas por favor me diga que cara tem as figuras assassinas da cadeia?!?!?!?!!??!


É mesmo assustador, e a propósito; não deve ser "de hoje", mas mesmo que fossem daqui há 200 anos, isso é assustador! E será que essas pessoas "maldosas" tem algum propósito de ser assim consigo? 
Alguma explicação por favor? - Traumas de infância? Abuso sexual? Esquizofrenia?! Tsc tsc tsc...
Elas querem alguma coisa que não podem possuir, elas não ouviram os "não's" suficientes de seus pais, querem achar um meio facil para terem o que querem... E sabe o que elas querem?!?
(voltamos a estaca zero...) DINHEIRO!!!!!
A mídia enfia na cabeça das pessoas, que isso "traz poder"...

Abri as portas do quarto agora, a cortina e as janelas também... Fez uma diferença significativa no ar que circulava tão quente, por mais que eu não fosse achar que tanto, nem está mais insuportável sem o ar condicionado. Será que todo mundo sabe disso?
Ou tem muita gente por ai querendo explorar até a ultima gota dos recursos que ainda são abundantes.
Ainda posso dizer que as melhores coisas da vida são "grátis" -  para aqueles que tem o minimo que se precisa. 

Assim a vida segue. Vai ser preciso algo muito mais "expressivo" do que aquecimento. O fato é que - não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam. E várias outras também não vão se importar em convencê-las do contrário.


"Quando a última árvore tiver caído, quando o último rio tiver secado, quando o último peixe for pescado, muitas pessoas vão entender que dinheiro não se come!"


E em pleno século 21; ainda existe fome!