Translator

terça-feira, 20 de julho de 2010

Você


É meu desejo mais profundo,
minha forma mais tenra de querer...
Você não existe sem o meu ser,
e por não poder parecer
é meu refúgio de solidão...
A essência da minha trama
que insiste em se conter.
Eu não sei "onde" nem "o que"
...
Tampouco sei quem é Você!!
Talvez nem exista,
e eu me alimento dessa fantasia..
Enquanto o mundo se alimenta de perder,
um ou mais Eu's líricos apaixonados.
Culpa de outros que ainda não sabem possuir!
Dentro da minha segunda pessoa,
queria materializar-te em carne e osso.
Eu fico as vezes pensando,
se sou eu ou uma parte de mim.
Que separa nos dois.
E não me deixa enxergar como posso flutuar,
sem pensar em obter.
Sou uma romântica incurável.
E talvez eu seja a ultima.
Essas rimas insistentes, toda vez que eu escrevo
Vão fitando em meus dedos pedaços de prazer.
Mas agora eu não quero rimar...
E nem pensar mais em você!
Felicito-me em saber que amo
E que minha felicidade suprema está além de delirar.
A ilusão é o preço, de quem paga por viver intensamente!
Mesmo assim posso sorrir todos os dias.
E querendo muito perto estar,
longe eu sofro, ainda não sei jogar fora,
algumas coisas que dizem respeito a você!!

3 comentários:

Camilla disse...

Queridaaa, você não é a última... Somos românticas incuráveis, a diferença é que algumas pessoas sabem demonstrar e outras pessoas não! Adoro o que você escreve! Adoro você!!! beijos

Leo Leite disse...

Quanto dos amores e das paixões não o seriam se não houvesse a nossa fantasia?

Já disse e repito: saudade de você, sua chata! Beijos.

Lucas Simões disse...

Não quer mais rimar?
Mas então o que é isso nas suas letras que lê-se "amar"?



sempre bom passar aqui!

:)