Translator

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Abordagens.



Foto:Conheci o corcovado essa semana, essa cidade é mesmo MARAVILHOSA!


Dormi hoje na casa de uma amiga queridíssima, são sempre muito produtivas nossas conversas, mesmo que parecem "banais" e corriqueiras em alguns pontos de vista. Pra mim é sempre como ouro, me enriquece de tal forma, que mesmo depois de um assalto onde levassem todo meu dinheiro e pertences eu ainda continuaria rica, mesmo que eu morresse essa riqueza ficaria disseminada entre os meus muitos amigos das mais variadas idades e raças. O conhecimento nunca morre! Além das memórias, isso faz a vida valer a pena!
Falávamos da socialização humana, do preconceito e do racismo (até esse assunto foi abordado na aula de quinta, TGA, uma matéria que aborda sempre culturas extras, mas são todos sub-tópicos da matéria, e sub-tópicos da vida e por ai vai... Sempre com nosso caríssimo Sr. Attina! "Sr.", Se ele ler isso me reprova!)
Conversem, discutam debatam (menos sobre igreja com fanáticos religiosos hehe). Faz muito bem a saúde da mente! E brinque também, sempre com muito bom humor, faz bem para a saúde da alma.

"Você pode descobrir mais sobre uma pessoa em uma hora de brincadeira do que em um ano de conversa."
Platão

Mas eu acredito que em abordagens de assuntos (polêmicos ou não), muitas vezes se aprende mais do que em aulas, de teoria científica comprovada e repassada entre nações, através de papeis, livros ou de conteúdo virtual. Depois de inventados os livros eletrônicos, a gente pode andar ai com uma espécie de "tela-fina" dentro da bolsa e ter alí diversos livros e conteúdos de vários autores (eu ainda prefiro o papel, não há nada como pegar um livro novo com aquele cheirinho bom, e ir folheando, lendo cada página..), eu sempre me desvio do assunto foco, acho que tenho muita coisa pra dizer, e como fico alguns dias sem escrever, acumula conteúdo e fica meio difícil de organizar as idéias, e sai aquele texto corrido, vivido, acumulado vulgo "cachoeira".
Mas é bom isso, no final do texto a gente tenta ler e achar um sentido, e acaba aprendendo mais alguma coisa. E como sempre não me satisfaço facilmente, quero sempre mais!
Esse texto mostra claramente o que os vestibulares abominam, FPT (fuga parcial do tema), mas como eu não tenho um tema, isso não é uma fuga, é apenas o que muitos chamam de "embromation"! kkk

Hoje não é dia de poesia nem de prosa!
É dia de beber, amanha é sábado, Brunito chegando, fim de semana promete, espero ouvir bastante “Los” a beira mar!
Um brinde a vida e ao maravilhoso estado de embriaguês!

Um comentário:

Leo Leite disse...

Minha Querida, conhecimento e experiências, memórias e histórias estes são o "alimento da alma"! É bom saber que és como uma antena captando o mundo ao redor e transcodificando para nós em suas palavras "escorridas". Não as deixe secar, por favor.