Translator

terça-feira, 21 de julho de 2009

A carta.


Praça Tuiuty

Virou alucinação!!!
Olho e não vejo. Voce.
Onde será que está minha flor?
Será onde com quem voce está agora.
Não importa a hora ou o dia, será onde voce está?!

Com quem não importa,
mas comigo voce não está,
e isso que importa!

Procuro um bar para me acalmar,
e esquecer essa praça,
que tanto vi nos meus pesadelos.
Oh praça da'margura!

Tento te esquecer, mas voce me assombra,
e quando saio de casa
tenho que que passar por voce,
preciso andar ao teu redor,
e meu coração quase para,
minha respiração fica ofegante.

Escura e fria é voce agora longe de mim,
antes foi linda e quente!
Sei que outro homem frequenta-te
e está a lhe cultivar, minha flor.
Ocupando o seu banco sem iluminação!
INFELIZMENTE não sou eu.

Mas a culpa, a sim, esta é toda minha!
Que por causa do meu amor possessivo,
uma flor rara que só se encontra em seu jardim,
praça da'margura!
Eu magoei, e ela ficou sem forças
para suportar mais um verão ao meu lado.

Não sei se faltou água ou sol,
mas quando ela mais precisou de mim
eu não estava lá para suprir sua necessidade.
Talvez simples palavras de conforto ela precisasse,
ou apenas um abraço, um beijo por que não?
Só por que é uma flor?!

Passo noites inteiras chorando sozinho no meu quarto,
imaginando se você está lá onde eu deixei,
talvez alguem tenha te tirado de lá.
Onde você deve estar agora?
Quem está tomando conta de ti?!

Qua alucinação...
Te vejo em vários lugares,
com várias pessoas,
fazendo nem sei o que.
Estou vivendo num mundo de alucionaçãoes.
É muito triste esse mundo.

Só que na praça d'margura
infelizmente voce não está!
É muito triste não te ver lá.

Quero te pedir desculpas minha flor,
pois vc é rara, só existe você em todo universo.
E eu falhei ao cultivá-la,
espero que seu novo jardineiro te faça crescer e amadurecer
porque um dia eu quero tê-la novamente
linda e cheiroza, como você sempre foi!

Te amo sempre.
Da autoria de um "eterno apaixonado".

Nenhum comentário: