Translator

sexta-feira, 31 de julho de 2009

Amigos.


Amigos, amigos...

O que seria de mim sem vocês??

(Pensando em “tia Raquelzinha” agora...
Digníssima, sinto saudades de ti, da sua casa aconchegante, das suas palavras sábias, eu sempre as ouço com atenção, e uso em meu dia-a-dia! Serviram bem, obrigadas! Rs, então esse post, o que me inspirou foi saudades dessa época maravilhosa, de cachorros quentes na porta da faculdade, e muita ansiedade com um primeiro período de publicidade, que apesar de ser um bom curso, não era aquela coca-cola toda pra mim! Mas a galera, tudo aí foi muito bom. Aliás eu queria agradecer a sua recepção, ao aconchego a amizade, a atenção, a disponibilidade, a você e o Marco né, que também é pessoa maravilhosa, e pelo pouco que conversamos, já deu pra notar que está em boas mãos, o Bob! Meu Deus esse sapeca! Não tenho nem palavras, e por tudo mesmo, conta sempre comigo, sei que estão passando por uma fase dificil, devo me manifestar que fiquei muito triste por tudo, e que sinto não ter ido aí durante esse tempo, não tenho justificativa, mas me manifesto de forma que transpasse meus sentimentos e queria dizer aos "pais" que eu desejo-lhes toda a felicidade do mundo, sei que nada substitui alguem, mas um novo começo, creio eu que amenize toda essa dor, esse anjo deve ter cumprido alguma missão entre voces, talvez agora a união esteja mais forte do que nunca... Deus sabe o que faz.
E eu ainda to esperando aquela visita na minha Terra, e não esqueci do seu queijo não, só que agora vocês terão de ir lá buscar... Férias daqui a pouco tão aí viu... Quero Bob na cachoeira carequinha! Amooo muito querida!)

Dentre minhas amizades selecionadas a todo cuidado, até parece, tudo por acaso. “O acaso vai me proteger, enquanto eu andar distraído...”

Que maturidade teria eu, se não tivesse pedaços de suas vidas,
se não tivesse o prazer de ouvi-los, e vivenciar cada pedaço de suas histórias?! Ouvir suas confidencias e guardar em minha "caixinha".
Há! São tantos lugares, são tantas lembranças, e tanta vontade de estar perto de cada alma maravilhosa, que compõe minha história! Que alegram meus dias, que me incentivam e dão forças para querer se melhor.

Se eu pudesse! Dividiria-me em vários pedacinhos, para estar ao lado de cada um de vocês, para dividir minha alegria, e poder afagá-los nas horas mais difíceis, até parece que eu não fico triste né?
Eu fico sim.
Mas sou um tanto egoísta, até conto os meus problemas, mas pareço sempre uma fortaleza, nem eu mesma sei onde guardo minhas agonias.
Acho que Deus não me deu o poder de ficar triste por muito tempo, nem tampouco intensamente como é de praxe, ou como "deveria ser"!
Mas quando fico geralmente não quero ninguém por perto, é sensação rara para mim, prefiro não dividir, já que ela vai embora rapidamente. E se demorasse também, eu não sei o que faria, gosto de chorar as vezes, mas prefiro o choro da emoção.
Adoro uma piada, até mesmo aquele humor negro, que você ri de uma situação tenebrosa, perdoe-me meu Deus, mas eu gosto.

Debochada quase nada!
Gosto de sarcasmo e ironia. Até mesmo nas pessoas.
O bom humor quase sempre me acompanha, e quando ele sai de perto, ninguém chega! Os que se atrevem, na maioria das vezes o trazem de volta... Atrevidíssimos!

E os meus amigos sabem de quase tudo que estou dizendo! Sou sempre muito transparente, quem não vê, é distraído mesmo! E por mais que eu seja detalhista, as vezes ignoro aquilo que eu não aceito. Estou errada, sei disso, mas o ser humano é ignorante! Eu sou um ser humano!

(...)

Os assuntos dão voltas, as vezes se estendem e eu nem percebo, ou as vezes percebo e prefiro continuar...
Dizia Shakespeare que as idéias das pessoas são pedaços de sua felicidade,
pressupõe-se que a falta de idéia das pessoas, sejam pedaços de sua infelicidade, logo quem anda triste, não terá muitas idéias. Pessoas que lêem são bem informadas, estudam, desenvolvem de alguma forma suas idéias, ficam mais criativas, logo mais felizes, mas vale lembrar que isso não é uma regra!
Ainda sim existem aqueles que são bem informados, e não sabem como ser feliz.
E também não adianta comparar roupas de grife, malhar na academia, ter os carros e acessórios mais luxuosos, e não "malhar o cérebro". O dinheiro o glamour, acabam. E a maior riqueza que temos é o conhecimento, são as experiências, "Você é o que você pensa".
E mesmo assim, com o passar do tempo, vai ficando mais velho, pode concluir. Como disse Sócrates, é um fato (em primeira pessoa, pra manter a originalidade):
"Só sei, que nada sei."
Pra não perder o costume:
Beijos, para todos meus amigos!

De volta.

Voltam as aulas,
e apesar da matemática,
o curso está mais interessante do que nunca.
Graças a TGA,
o professor também ajuda bastante
Attinado que só ele.

Tatá!
Companheira,
agora podemos estudar juntas!
Não me abandone, superaremos a matemática!

Anseio novos por novos trabalhos
equipes bem organizadas,
com uniforme preto padrão.
Adoroo!

E que surpresa mais agradável...
MARA!!!!!!!
Estávamos morrendo de saudades!
É bom tê-la aqui.
Pena que não está só por "bons" motivos
rezo pela alma dela,
minha "menininha" tão serelepe.

Agora é quietinha,
não foge mais de mim
nem tem mais cara de doidinha.
Isso me deixou triste,
mas ela vai ficar bem,
talvez não volte aos seus braços,
mas papai do céu tem um lugarzinho só pra ela.
Por que ela é única e muito especial.
É uma pena não mais poder levá-la
ao nosso "botequim fim de noite".

Sempre lembraremos de ti com carinho.
Fujona e inquieta, com cara de doidinha,
meNiNa! Como sempre foi.
Creio que sua missão um tanto "efêmera"
seja cativar as pessoas
que até então não haviam amado tanto
um alminha, tão doce, e tão pequenina.

Homenagem a ela!
http://www.youtube.com/watch?v=mptV2E-EkJ4
...

E logo iremos ao Martinez,
matar as saudades
e curti-la amiga,
por mais um mês...
Pena que passa tão rápido.

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Férias.

(Foto vista da varanda,1º andar de minha casa)

Meus dias tem sido monótonos ultimamente, em relação a atividades culturais e de lazer. E apesar do marasmo, da monotonia desta cidade interiorana de pouco mais de 32 mil habitantes, eu nunca me senti tão revigorada. Como conta no livro Drácula de Bram Stoker, “...ele necessitava daquelas caixas, que continham frescas e compactadas porções consideráveis de sua terra natal...”. Pude comprovar, que parte disso faz sentido.

Os dias tem sido frios, céu azul, poucas nuvens e um vento agradabilíssimo (ahh coisa boa!), as noites são mais frias, com um vento mais ameno, muitas estrelas no céu! As quais posso contemplar da varanda de minha casa, com uma vista para a praça, fica aquela iluminação de outono na praça, meio sépia, luzes amareladas e não muito claras, um tom que agrada aos olhos...

Combina com um vinho, perfume adocicado, roupas escuras, bota e quem sabe um violão...
Mas meu querido grande amigo Diego, vulgo Fricote, que eu amo de paixão, anda bastante ocupado com seus shows, fica para uma próxima!
Então eu fico com o baralho, os amigos Vandréia (digníssima amiga, que conheci bebendo "leite", e acho que nunca mais tomaremos "água" juntas! kkkk amo imensuravelmente!) e seu namorado Lucas, juntos a uma leve batida, com vodka boa (até parece que eu bebi todos eles! kkk), dentro de casa mesmo, ao som de um Jorge Ben, Led, Norah Jones, nesse estilo.
...
Ontem mesmo fui ao aniversário de outro amigo muito querido da época do colégio! E revi alguns outros da velha e boa guarda! Érica (fodona! Passou em medcina na UFTM que isso heim! parabens querida muito sucesso pra ti!), Ana Cláudia (Cleudiss!! Com seus cabelos sempre cheirando à casa, adoroooo!! rsrs futura advogada! Lindinha demais), Aline (Ahh essa merece mais umas linhas, pq sempre vai lá em casa, kkk consideração é pouco pra falar de ti carissima, uma amizade que começou no maternal e eu espero que ainda dure anos, afinal eu não quero uma concorrente, mas sim uma parceira companheirissima, Arquiteta! Com curso de pedreiro e tudo que se tem direito! Amo você amiga! Salve a arquitetura!).
Me deu saudades viu! Ôh Vidinha mais ou menos! Pena que minhas ferias já estão às vésperas do fim.

Surpreendi-me com alguns acontecimentos, pois não sabia que paixões de adolescência poderiam perdurar anos. Fiquei assustada, mas feliz, confesso. O que posso dizer agora sem intenções de magoar um coração: - Espero que compreendas, que algumas coisas na vida seguem seu caminho. Tudo passa...

Tenho curtido bastante minha querida mãe, embora seu humor seja oscilante, e dessa oscilação nem sempre surge uns dos mais agradáveis, eu a amo de qualquer forma, não tenho como deixar de dizer que sou de muita sorte, não só pela mãe e a família que tenho, mas todos acontecimentos de minha vida, amigos, casos, acasos, vírgulas com ou sem sentido de adição (risos).
Deus sempre me ilumina muito.
E mesmo que não seja suficientemente grata, talvez por querer mais, ou mesmo por não estar me dedicando a praticas religiosas em dado momento de minha vida, Ele sabe minha fé, mesmo que alguns me considerem uma pessoa “cética”, percebo a cada dia que passa, em cada episódio, cada acontecimento, como sou abençoada!

Mais uma vez, Obrigada!
Pra registrar, uma música que eu adoro, e tenho ouvido bastante. Alías adoro todas as músicas do Bob Dylan nesse ábum, mas especialmente esta, e mais especial ainda por ser parte da trilha sonora do filme Vanilla Sky!

terça-feira, 21 de julho de 2009

A carta.


Praça Tuiuty

Virou alucinação!!!
Olho e não vejo. Voce.
Onde será que está minha flor?
Será onde com quem voce está agora.
Não importa a hora ou o dia, será onde voce está?!

Com quem não importa,
mas comigo voce não está,
e isso que importa!

Procuro um bar para me acalmar,
e esquecer essa praça,
que tanto vi nos meus pesadelos.
Oh praça da'margura!

Tento te esquecer, mas voce me assombra,
e quando saio de casa
tenho que que passar por voce,
preciso andar ao teu redor,
e meu coração quase para,
minha respiração fica ofegante.

Escura e fria é voce agora longe de mim,
antes foi linda e quente!
Sei que outro homem frequenta-te
e está a lhe cultivar, minha flor.
Ocupando o seu banco sem iluminação!
INFELIZMENTE não sou eu.

Mas a culpa, a sim, esta é toda minha!
Que por causa do meu amor possessivo,
uma flor rara que só se encontra em seu jardim,
praça da'margura!
Eu magoei, e ela ficou sem forças
para suportar mais um verão ao meu lado.

Não sei se faltou água ou sol,
mas quando ela mais precisou de mim
eu não estava lá para suprir sua necessidade.
Talvez simples palavras de conforto ela precisasse,
ou apenas um abraço, um beijo por que não?
Só por que é uma flor?!

Passo noites inteiras chorando sozinho no meu quarto,
imaginando se você está lá onde eu deixei,
talvez alguem tenha te tirado de lá.
Onde você deve estar agora?
Quem está tomando conta de ti?!

Qua alucinação...
Te vejo em vários lugares,
com várias pessoas,
fazendo nem sei o que.
Estou vivendo num mundo de alucionaçãoes.
É muito triste esse mundo.

Só que na praça d'margura
infelizmente voce não está!
É muito triste não te ver lá.

Quero te pedir desculpas minha flor,
pois vc é rara, só existe você em todo universo.
E eu falhei ao cultivá-la,
espero que seu novo jardineiro te faça crescer e amadurecer
porque um dia eu quero tê-la novamente
linda e cheiroza, como você sempre foi!

Te amo sempre.
Da autoria de um "eterno apaixonado".

segunda-feira, 13 de julho de 2009

Tudo de bom!



Vida! Coisas da vida... Ou apenas coisas, elas estão aí pra todo mundo, vai do critério de cada um, como se quer aproveitá-la.


Andei lendo blog's por ai, me deixa vislumbrada, como a escrita revela a alma das pessoas, isso é magnífico, bons textos, vários estilos, temas, cores, histórias, me fascinam!
Queria agradecer a todos que postam suas idéias que dividem suas palavras e nos inspiram, nos fazem apreciar a leitura, e querer escrever e mostrar pro mundo nossas novas prosas e poesias!

Ontem mesmo meu irmão ensaiava o monólogo de Orfeu para uma apresentação, que profundo monólogo, quanto amor, quanta música, e mesmo quem perdeu a amada, ainda toca sua arpa, e consegue comover a todos com seu som intenso e vivido, música é vida! Amo músicas que acariciam os ouvidos... Repito o som de um bom piano, clássica, chorinho, MPB,Ahh!! Como é bom ouvir, tocar sentir, música... Poesia, música... Felicidade, música!


Mudando de assunto ultimamente, tenho escutado e abordado muito em conversas um assunto delicado: "tristeza" , muitas amigas, pessoas próximas vem me falar dessa infeliz aí!
Que afinal, poucas pessoas conhecem realmente, muito menos de quem tem a oportunidade de escrever num blog, tem acesso a internet, um teto, comida, e um chuveiro quente pra tomar um bom banho...

Tristeza é um estado de melancolia, puramente particular, até respeito, confesso ser fã de um drama as vezes, adoro chorar e curtir uma fossa, mais isso não faz parte do meu eu, tampouco do ser humano...
Não creio!


Deus é muito bom, ele não nos fez com esse intuito, mas depois do "fruto proibido", ele descobriu que nós não éramos tão gentis, e resolveu nos dar alguns momentos de infelicidade, é gente, nem tudo são flores, agradeçam cada dia de sol, e cada manhã com café e pão quentinho na mesa!

E mesmo quem não tem muito que agradecer, eu duvido que há quem acorde triste todos os dias, sem vontade de cantar uma bela canção!



"Papai do céu é muito bom!"

By: Joselito



Deixo com vocês uma linda música, para todos os apaixonados (seja pela vida ou por alguém, pelo trabalho, qualquer coisa...), o importante é amar...


E tomar suco de laranja!



http://www.youtube.com/watch?v=WsfrucAWd7I



quinta-feira, 9 de julho de 2009

Minas Gerais

Ah que saudades de você! Houve o tempo em que achei que não mais fazia parte de mim,
mas está em meu coração... Minha terra querida,
estou indo ao seu encontro, quero acariciá-la!
Estou indo ver minha doce mãezinha!
Ver minha família, meus amigos
Tia Fátima minha diva!
E eu continuo sempre com minha terapia!
Não, não, não!
Hoje de rima não é dia !
Hoje é dia fantasia!
kkkk
Eu não resisto...
Agora o trabalho me chama,
Minhas pedras lindas e graciosas
coisas que da natureza se eu pudesse, não tiraria,
mais o ser humano também quer coisa boa,
e Deus deixa ele mexer aqui e ali,
até não existir mais tanta coisa interessante,
nessa hora o homem dá valor ao que não queria!
Deus, que rima insistente!
Risos, Estou tão feliz,
é de minha essência felicidade,
coisa ruim não me contagia!
Preciso mudar esse ritmo,
trazer de Minas o meu violão,
ou até mesmo um piano de calda (que muito mais me agrada),
mas as rodas são de viola,
e não tem espaço para instrumentos tão densos,
pois bem, melhor assim.
Este eu toco só pra mim!
E para quem de uma boa música gostar,
posso até recitar!
E quem sabe até oferecer uma musica pra você ...
Se você fizer por merecer!
Sou sempre sucinta,
não dou fácil colher de chá!
Falo o que precisa ser dito, até coloco a culpa em quem não existe,
mais comigo ela não fica,
a não ser que eu minta!
Joselito MEU QUERIDOOO!!!
Sinto saudades,
de você e de minha Mara.
Vou perder esse vício,
Ora bolas,
estou falando isso desde o início!
Mais quando se gosta de rima e poesia,
é uma de cada vez, e no final
vira um precipício!

Je ne comprends pas comment!

"If they say Why, why?
Tell 'em that it's human nature
Why, why,
does he do me that wayIf they say "

...Homenagem ao nosso querido MJ.





quarta-feira, 8 de julho de 2009

Terapia do Bom Dia!


Acordei, mimada, sofrida, em demasiada nostalgia,
Quanta apatia!
Saí de mim coisa ruim!
Que eu quero mais é alegria!
Um banho frio é uma terapia,
escrever tampouco, quem diria!
Estou eu aqui pra te dar um bom dia!
Então, faça estar minha regalia,
e tenha um maravilhoso dia!
Risos,
Quanta poesia!
Eu escrevo sem pensar e sem entender,
quanta porcaria!
Risos,
Mas pensar em minha terra causa-me empatia!
E muitas saudades,
Mas logo estamos indo.
Quanta alegria!
Mais sorrisos!
Deixe o dia estar e o sol pela janela entrar,
O claro suave da manhã e essa brisa gostosa,
Quanta calmaria!
E morrendo de saudades de minha mãezinha,
Minha doce Maria!
A pessoa que mais amo neste mundo,
E dedico todos os meus dias,
Obrigada minha rainha se hoje sou assim,
forte e sagaz, é por você!
É pra você, toda ousadia!
Me orgulha a educação e carinho que me deste,
Que valioso, em fartura e quantia!
Anseio tanto estar em sua companhia...
Comprei um livro ontem, aliás três,
E um falava de mitologia,
Erotismo e outras coisas que o homem aprecia,
quase pornografia!
Ainda não comecei a ler,
tenho ainda mais sete, que somaria!
Tenho que trabalhar agora,
Muitos risos
Eu bem que queria dormir o "dintero"
Mas tenho que lavar a roupa com sabão liquido,
Por que em pó, é uma porcaria!!
"Lava roupa todo dia, que alegria"
Enquanto falo no radio com meu namorado
Joselito, ele acorda cedo, e diz que quer dormir mais
Eu digo: Também queria!
Mais não deveria...
Ele vai na farmacia comprar remédio
Benegripe e VitaminaC pra energia!
E depois de comprar o jornal
Vai tomar seu delicioso café,
na padaria!
Hojé é dia de semana, o Escort fica na garagem,
que lataria!!! kkk
Eu tentei não escrever isso
mais não resisto a uma porcaria!
Meu lindo fofo, minha alegria!
Eu me importo sim com a sua fisionomia!
E cuide bem dela pra me fazer sempre boa companhia!
Cansei gente!
Bom dia!!
Muita alegria!

domingo, 5 de julho de 2009

Pessoas.

O fato é que: várias pessoas neste mundo, apenas existem, outras vivem.
E de fato elas têm uma vida, ou uma sobrevivência não se sabe ao certo, porque caso ou acaso, muitas vezes se cruzam umas com as outras, e isso pode ou não ser um fato marcante.
O que faz a sutil diferença, é o jeito que cada uma delas encara esse encontro, umas dão ao fato conotação de mera coincidência, outras já acreditam no destino...
Mas, há quem diga, que existem pessoas certas e pessoas erradas, e as exceções á regra, e assim formam-se vínculos, famílias e grandes histórias de amor, ou grandes tragédias de amor, ou até mesmo casos simples, sem amor ou tempero algum...

A pergunta: “-Será esta a pessoa certa?”

Esse questionamento talvez nos persiga durante uma jornada, curta ou longa... Até que em algum momento de nossas vidas, eis que esta se cala, e se torna algo inquestionável... Ou uma eterna incógnita.
Dizem que a pessoa errada nos faz odiar e amar intensamente, nos faz sofrer e viver intensamente, chorar e rir intensamente, ter medo e crescer muito, devido a experiência quase fatal. Já as certas, não mudam.
Pra mim isso é um clichê.
Penso que enquanto as pessoas "erradas" nos propiciam momentos de adrenalina, com elas se vive e emociona -se intensamente ... E por não desempenharem o seu papel adequado, tornam-se perturbadoras, e quando acaba a "paixão", vem o inferno, o amargo no final da vida, se persistir até então.. Mais o que fazem elas serem "erradas" somos nós, por não comprendê-las e não saber vivenciar o que elas nos propciam de melhor, por que pra alguém, ela vai ser a "pessoa certa", é claro que isso dependerá dela mesma também...
As certas, nos fazem apaixonar, mais não perdidamente, mais com uma certa ternura, de uma forma mais racional, sadia(por que na verdade as pessoas "certas", são as pessoas que escolhemos e conseguimos manter um certo ritimo), e depois da “paixão”, vem o crescimento mútuo, a soma, que resulta em um amor maduro, o que não nos impede de viver intensamente e aquilo vira uma sintonia!
Contudo as pessoas incertas tem por si só, mais do que a mera função de nos fazer valorizar as demais! Elas são preciosas em nossa vida também, como "making's off", depois de todo ocorrido, nos dão a oportunidade rever as coisas, e poder assim corrigir os erros de gravação!

Porém, mesmo que não vingue um amor de ambas às partes, as pessoas sempre são valiosas na vida... Sempre!
Não gosto de pessoas descartáveis, que tem uma bela casca, fazem vista, na juventude até enganam, mas quando chega a velhice, a casca apodrece e o que sobra é a constante falta conteúdo, de aprendizado. E na maioria das vezes aquela solidão que se vive acompanhado!
É por isso que valorizo almas.

Ultimamente ando conhecendo muitas assim, um ano de riquezas...

Ontem pude contemplar ao som de um bom violão, mais uma ilustrissima personalidade! Foi um grande prazer conhece-lo "Claudette"!

E lembrei-me de minha benha (amiga de infância, que valorizo e prezo muito), alguém que tenho intensa admiração e carinho, sinto muitas saudades!
Como estas noites boêmias combinam com você doce amiga. Lembro-me de nossas conversas produtivas e filosóficas, na escola, em casa e nos fins de festa. Nossas teorias de mundos e fundos, tudo é motivo para análises, qualquer assunto sempre flui como água, e quase sempre acompanhados de um ou vários drink’s! Nossas filosofias baratas sobre homens e relacionamentos, os assassinatos que cometíamos em sigilo, quantas pessoas já matáramos?! E quantas já elegemos a presidência, miss do morro, ou davamos cargos importantíssimos a estas! Risos.
Não consigo ter dimensão do quanto você é importante em minha vida, mesmo de longe, não há um dia que se passe, e eu não me lembre de meus maravilhosos amigos!

Bem eu vou parando por aqui, é muita coisa pra contar.

Vou sair agora, num restaurante japonês que adoro, aprecio a culinária japonesa, é leve , agradável, saboroso, indispensável a qualquer momento! Principalmente num domingo!
Ô vidinha mais ou menos viu!

Obrigada por mais um dia meu Deus!