Translator

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

O vento...




Posso ouvir o vento passar,
assistir à onda bater,
mas o estrago que faz
a vida é curta pra ver...
Eu pensei..
Que quando eu morrer
vou acordar para o tempo
e para o tempo parar:
Um século, um mês,
três vidas e mais
um passo pra trás?
Por que será?
... Vou pensar.

- Como pode alguém sonhar
o que é impossível saber?
- Não te dizer o que eu penso
já é pensar em dizer
e isso, eu vi,
o vento leva!
- Não sei mais
sinto que é como sonhar
que o esforço pra lembrar
é a vontade de esquecer...
E isso por que?
Diz mais!
Uh... Se a gente já não sabe mais
rir um do outro meu bem então
o que resta é chorar e talvez,
se tem que durar,
vem renascido o amor
bento de lágrimas.
Um século, três,
se as vidas atrás
são parte de nós.
E como será?
O vento vai dizer
lento o que virá,
e se chover demais,
a gente vai saber,
claro de um trovão,
se alguém depois
sorrir em paz.
Só de encontrar... Ah!!!

Composição: Rodrigo Amarante

domingo, 6 de dezembro de 2009

Turbulências...




Minas Gerais
Abraço de mãe.
Conforto
Conflitos
Amor demais.
Mudanças
Convivência.
Arte sem tela e pincel.
Inacabada.
Em continuidade
Evolução
Aprendizado constante
Nunca para...
Contraste!
Olhos cor de mel...
Jet Homme
Encantador
Quem sabe:
Je t'aime!
Melhor noite desde que...
Não me lembro mais!
Ótimas companhias
Amizade verdadeira,
"Human(Rar)idades" em demasia!

Conforto mineiro,
o clima nem se fala,
tanto do ar, quanto do bar!
Contraste!
Acalento da terra.
Afago de mãe
Meu colo mais angelical.
Meu en(canto)
Não existe igual!
Família e' TUDO.

Ocorreu hoje:
Agrediram minha tia dentro de casa, pela segunda vez,
no dia em que o marido viajou, ficou sozinha no alambique.
Produção de cachaça.
Coincidência, o nome do produto: "Procurada"
Parece ate historia de filme.

Agrediram-na
Machucaram-na
Magoaram
Machucaram
a mim também.
Acho que,
Ate mais que a própria vitima
Inerte.

Lagrima seca
Dor apática.
Tragédia
Crueldade,
Des(humanos)
Nosferatos
Queria vingança
Mas de nada adianta.
Estou crua,
Desolada.
Sinto raiva!
Desprezo.
Decepção.
Agora.


(...)
Não saberia descrever com palavras
...As frases vão aumentando...
Minha indignação com esse "mundo novo" tambem...
Que, por hora, passa.
Mas nunca acaba.
O "ceu e o inferno" estao no mesmo plano.

A minha historia eu posso escrever
Ou pelo menos tentar.
Como aqui...

A vida e' feita de escolhas.
EU escolho minhas pessoas
"Meio humanas" ou não
Mas sempre com coração.
Não quero ser poeta.
Escrevo por paixão,

"Talvez eu seja o ultimo romântico..."

Nem sempre inteligência
Mas sobra caráter...

Disso que o mundo precisa...
cada dia fico mais convicta quanto
"A MINHA tese"
Desmembrada
Embaraçada
Empírica
Chat(a)eada...
Ta faltando muita teoria ainda.

Por essas e por outras
Ingressamos numa faculdade..
Quero chegar topo da pirâmide de Maslow
Também gosto de dinheiro
Ele traz conforto
São como pessoas
Agradáveis de se conviver.

Conforto deve causar longevidade.
Outra tese "Gabrielez"
Isso ainda vai servir pro meu mestrado!
...

Tem muita coisa acumulada
pra escrever
Caros blogueiros
leitores
e transeuntes do meu humilde blog.

Não deixem de escrever.
Triste ou feliz,
em teclado ou papel,
sera sempre relaxante,
estimula a mente,
Mas não minta,
Seja transparente!
Não diria que escrever
e'essencial
Mas a meu ver.
Fundamental
E quem mente,
pra mim,
não e gente!

Ficou meio ambíguo isso.
...
Quem mente pra qualquer pessoa!
Não e gente!
Muito menos gentil.
Pode ser ate' eloqüente.
Mas não e' decente!

Gosto de coisa transparente,
Hahaha isso ficou indecente!
Não pra usar no dia a dia...
Risos.
Mas só se usam "mascaras" em halowwen's!

"A TRISTEZA SE DESFAZ COMO A NEVE EM MAIO,
COMO SE ALGO TÃO GELADO ASSIM NÃO EXISTISSE"
GEORGE HERBERT

domingo, 22 de novembro de 2009

Where is the love?




Não importa de onde você vem, e nem pra onde vai, mas sim o que carrega consigo, isso obviamente inclui a educação, criação, e os famosos “bons modos”. Que variam: lugar, cultura, influências, etc.

Em uma metrópole onde o tempo é corrido, e tem grande população, é um pouco diferente da vida “interiorana”.
Cresci numa cidade pequena de MG, e além da essência mineira, tenho alguns costumes característicos. Confesso que a maioria deles estão vindo a tona depois que passei a morar no RJ. Apesar de gostar muito de morar aqui, ainda há coisas pequenas, que só existem em pequenas cidades... Coisas simples da vida! Como o hábito de parar o carro para o pedestre, de chamar os amigos para um almoço em casa, deixar o carro aberto, tocar violão na praça, andar a noite pelas ruas. Coisas que tornam facilmente as pessoas mais próximas e os vínculos mais sólidas...
Enfim, é diferente. Mas sempre há exceção há regra. E o invariável em qualquer lugar do planeta, é o fato de todos serem humanos.
Em contrapartida os contemporâneos, já não são demasiadamente “humanos”, tampouco estão voltando às origens, pelo contrário, continuam bastante “racionais”...Não tanto quanto os gênios da antiguidade (Isaac Newton, Voltaire, Beethoven, Albert Einstein, Da Vinci, Rousseau, Aristóteles, Platão, Sócrates, Tales de Mileto, Henri Ford...) que iniciaram, adiantaram bastante, o processo evolutivo do homem.
Sem desmerecer os gênios atuais (Bill Gates, Dalai Lama, Garry Kasparov, Kim Ung-yong, OSCAR NIEMEYER...)

Mas quero falar de algo um pouco mais profundo e complexo do que “Q.I.”, quero tocar na essência, observar sutilmente essa metamorfose ambulante...
Rotina; Trabalho, faculdade, academia, lazer, estudos, reflexão, religião...
Não necessariamente todos itens nem a ordem.
Chega fim de semana, pra relaxar, vulgos “baladeiros”, geral vai pra noitada se divertir, beber fumar (cigarro ou Cannabis ), dançar funk, samba, hip-hop, e beijar na boca.
Às vezes acontece a troca de telefones (MSN, Orkut). Mas n’outro dia esquece onde colocou o papelzinho, ou simplesmente prefere não lembrar, ou talvez tem que jogar fora pro “companheiro” não descobrir! Pior que na maioria das vezes o ato de “pegar” quando não há um interesse considerável, já ficou involuntário, mero costume. Como uma “droga”, causa dependência, e quando você não tem/usa, vem a abstinência. Em seguida a repetição, logo o alívio imediato, surge então um ciclo vicioso que contamina a “galera”.
Abstinência “é uma coisa que deixa a gente inquieto”, faz sentir um vazio. E a sensação de saciedade é sempre efêmera...

Mas será que vazio é quem ta com essa “abstinência” de diversão, de “pegação”, noitada, paquera... Ou vazio é quem se abstém de tudo isso e as vezes fica em casa, ou só faz programas “light’s”, fica “parado”, é taxado de careta, “desanimado”, excêntrico, DIFERENTE!!.
Por que “badalar” ta na moda!!

Este é um dos motivos de minha tristeza, cada vez que saio pra uma “noitada” volto desiludida, vazia, decepcionada!
Homens jovens, mulheres novas, jovens homens, novas mulheres...

Pra onde foi, a cumplicidade? O companheirismo, a fidelidade?! A entrega...
A Soma!
É raridade hoje.
E quem quer compromisso, não se compromete mais!
Tradição?! Comodidade?!
Será que as pessoas têm medo de se machucar? Medo de gostar e depois não ter mais? Como se gostar fosse uma "ameaça", e realmente é, diante do perigo e o risco que se corre ao sair de casa... Falta de segurança, excesso de frieza. Cada dia mais egoístas e solitárias...

Por via das dúvidas, é melhor ficar em casa no frio do ar condicionado, ele esfria o corpo e não congela o coração!

Nsse mundo novo, junto com o aquecimento global tudo fica muito “quente”, o "calor humano" virou um "fogo ardente" pervertido, que junta os corpos e afasta a alma o coração, desvirtua a existência.

São mudanças que afetam diretamente a saúde da mente, do corpo, da alma...
Destruindo o presente mais valioso de Deus, o AMOR!


- Isso é um assalto!!! Desce do carro aí Tia, passa a bolsa os celular e e as jóias que ta usando!
(...)

- Pode levar tudo mas por favor não leve os documentos, e nem minha alma!

quarta-feira, 11 de novembro de 2009


"Já escondi um AMOR com medo de perdê-lo, já perdi um AMOR por escondê-lo.
Já segurei nas mãos de alguém por medo, já tive tanto medo, ao ponto de nem sentir minhas mãos.
Já expulsei pessoas que amava de minha vida, já me arrependi por isso.
Já passei noites chorando até pegar no sono, já fui dormir tão feliz, ao ponto de nem conseguir fechar os olhos.
Já acreditei em amores perfeitos, já descobri que eles não existem.
Já amei pessoas que me decepcionaram, já decepcionei pessoas que me amaram.
Já passei horas na frente do espelho tentando descobrir quem sou, já tive tanta certeza de mim, ao ponto de querer sumir.
Já menti e me arrependi depois, já falei a verdade e também me arrependi.
Já fingi não dar importância às pessoas que amava, para mais tarde chorar quieta em meu canto.
Já sorri chorando lágrimas de tristeza, já chorei de tanto rir.
Já acreditei em pessoas que não valiam a pena, já deixei de acreditar nas que realmente valiam.
Já tive crises de riso quando não podia.
Já quebrei pratos, copos e vasos, de raiva.
Já senti muita falta de alguém, mas nunca lhe disse.
Já gritei quando deveria calar, já calei quando deveria gritar.
Muitas vezes deixei de falar o que penso para agradar uns, outras vezes falei o que não pensava para magoar outros.
Já fingi ser o que não sou para agradar uns, já fingi ser o que não sou para desagradar outros.
Já contei piadas e mais piadas sem graça, apenas para ver um amigo feliz.
Já inventei histórias com final feliz para dar esperança a quem precisava.
Já sonhei demais, ao ponto de confundir com a realidade... Já tive medo do escuro, hoje no escuro "me acho, me agacho, fico ali".
Já cai inúmeras vezes achando que não iria me reerguer, já me reergui inúmeras vezes achando que não cairia mais.
Já liguei para quem não queria apenas para não ligar para quem realmente queria.
Já corri atrás de um carro, por ele levar embora, quem eu amava.
Já chamei pela mamãe no meio da noite fugindo de um pesadelo. Mas ela não apareceu e foi um pesadelo maior ainda.
Já chamei pessoas próximas de "amigo" e descobri que não eram... Algumas pessoas nunca precisei chamar de nada e sempre foram e serão especiais para mim.
Não me dêem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre.
Não me mostre o que esperam de mim, porque vou seguir meu coração!
Não me façam ser o que não sou, não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente!
Não sei amar pela metade, não sei viver de mentiras, não sei voar com os pés no chão.
Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma pra SEMPRE!
Gosto dos venenos mais lentos, das bebidas mais amargas, das drogas mais poderosas, das idéias mais insanas, dos pensamentos mais complexos, dos sentimentos mais fortes.
Tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos.
Você pode até me empurrar de um penhasco q eu vou dizer:
- E daí? EU ADORO VOAR!"



PS: Li esse texto em algum lugar, e por nao ter a certeza de sua autoria, por falta de um conhecimento especifico sobre o autor, prefiro somente deixar entre aspas, para destacar que nao e' de minha autoria!

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

...


"Já nem sei dizer se sou feliz ou não
Já nem sei pra quem eu dou meu coração
Preciso acreditar que gosto de alguém
E essa tristeza
Vai ter que acabar e custe o que custar
Às vezes sinto até vontade de chorar
Eu quero ter alguém que possa compreender
Minha desilusão

E até pensar que nunca mais vou ter alguém pra mim
Eu já pensei assim, até sofrí demais
Será meu Deus, enfim,
Que eu não tenho paz..."

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

...

Uma noite pacata na Lapa.
Vai bem.
Ficar em casa
Também
Grosserias?!
Não, obrigada.
Agradar amigos,
Sempre com sorriso no rosto.
Destratar pessoas
Jamais.
Ignorá-las
Talvez.
Fazer a social
Nem sempre.
Fingir que gostou
Não dá.
Olhares
São bem vindos.
Mentiras
Prefiro omissões.
Interesses?
É o que move o ser humano.
Conviver
É preciso.
Compreender
É saber.
Ouvir
Não faz mal.
Perder
É inevitável.
Aprender
É essencial.
Aturar
Raramente.
A vida é o que acontece
Durante as programações.
Os tolos
Estão sempre cheios de si.
Os sábios
Estão sempre cheios dúvidas!

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Metade.



Nunca gostei tanto da solidão.
E de fato ela anda bem confortável.
Não saio muito de casa.
Não vejo televisão.
Evito as pessoas, tenho preguiça delas e até de mim mesma.
Fujo de discussões (eu sempre fugi) ,mas agora eu temo-las.
O conflito me incomoda (justo eu que sou fascinada por conflitos).
O que está acontecendo?
O mundo se compactou em mim, e não sei como expressá-lo.
Assim me torno um ser apático e inerte diante de mim mesma.
E ultimamente, ando me sentido metade.
Não no aspecto de ser metade de outrem, ou aquela metade que procura outra ideal.
Não é isso.
Eu me sinto metade de mim.
Ou metade do que eu poderia ser.
Sinto que as coisas passam e eu não estou tirando o máximo proveito de tudo, pelo menos não tiro o suficiente pra me completar.
Não estou vivendo intensamente,
minhas manhãs não são intensas, meus dias não têm gosto de últimos.
Ta faltando sal.
Ah isso não é nada bom! Deixa-me triste, me consome.
Fazendo-me ser menos, só um pedaço do meu.
Não sou eu.
Isso é conseqüência da falta de fé em si.
Achar que elogios são agrados.
Pensar que coisas boas são efêmeras.
Que pessoas de caráter não se importam.
Preferir tempestades a dias ensolarados.


Mas no fundo eu sei que tudo isso vai passar, é verdade.
A vida é feita de fases, talvez seja por isso tão boa.
Sem o amargo o doce não seria tão doce.
Sei que Deus é maravilhoso, por colocar tantas coisas boas em meu caminho.
E ainda que eu esteja cega, ele ainda me mostra a música, não deixa meus amigos se afastarem, me dá forças para ajudar as pessoas mesmo sem entender como, e nem saber porque.

Sou muito mais que isso.
Talvez até mais que eu imagine.
A falta de mim está a me debilitar.
Preciso de luz
de energia em abundância...

"Como todas mulheres...
tenho fases como a lua,
ondas como o mar
brilho como as estrelas,
sorriso nos labios
lagrimas no olhar,
um jeito meigo e doce
e uma imensa ternura ao amar..."

Já está anoitecendo,
Você já viu a lua hoje?!
Olhares penetrantes e indiscretos.
Terno e óculos de armação preta.
Isso é estimulante.
É um começo de um novo viver,
Com seu existir.
Sem saber quando, nem por que.
Uma vontade de estar perto se longe, e longe se perto.
Medo de se entregar...
Só estimula a vontade de ser mais eu.
Orfeu.

E não dá pra existir mais...
"É preciso saber viver!"

domingo, 27 de setembro de 2009

Realidade.


Chorar não resolve,
ficar parado também não.
Falar pouco é uma virtude,
aprender a se colocar em primeiro lugar não é egoismo,
e o que não mata com certeza fortalece.
As vezes mudar é preciso,
nem tudo vai ser como você quer,
aprenda com os erros,
a vida continua.
Pra toda escolha segue uma conseqüência,
vontades efêmeras não valem a pena,
quem faz uma vez não faz duas necessariamente,
mas quem faz nove,
com certeza fará dez.
Perdoar é nobre,
esquecer é quase impossivel,
mas lembranças fazem bem.
Nem todo mundo vai ser tão legal assim,
não confie em qualque pessoa,
ouça seu 6° sentido,
de perto ninguém é normal.
Quem te merece não te faz chorar,
quem gosta cuida,
o que está no passado tem motivos para se fazer presente,
não é preciso perder pra aprender,
dê valor aos verdadeiros amigos, eles se contam nos dedos.
Aos poucos você percebe o que vale a pena,
o que se deve guardar pro resto da vida,
e o que nunca deveria ter entrado nela.
Não tem como esconder a verdade,
nem tem como enterrar o passado,
o tempo não para,
mas sempre vai ser o melhor remédio.
Os resultados nem sempre são imediatos.

Há tres coisas nas queis não se voltam atrás,
a flecha lançada,
a palavra pronunciada
e a oportunidade perdida.

Tenha fé,
Ajude as pessoas tente não esperar algo em troca,
fazer o bem lava a alma.
Paciência é a melhor virtude!
Tudo vale a pena quando a alma é pequena.
Dinheiro traz conforto,
mas não compra o amor de niguém.
Seja sincero mas tente não magoar as pessoas.
Você atraí o que transmite.

Evolua.
Conscientize.
Preserve.

www.huav.com.br/sangue.htm
www.youtube.com/watch?v=o0C0ekVdZkI

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Mamãe, que saudades de você!




Mãe é o amigo mais verdadeiro que temos quando a dificuldade dura e repentinamente cai sobre nós; quando a adversidade toma o lugar da prosperidade; quando os amigos que se alegram conosco nos bons momentos nos abandonam; quando os problemas complicam-se ao nosso redor, ela ainda estará junto de nós, e se esforçará através de seus doces preceitos e conselhos para dissipar as nuvens de escuridão, e fazer com que a paz volte aos nossos corações.


Deus não pode estar em todos os lugares e por isso fez as mães.

Eu agradeço ao Senhor pela mãe MARAVILHOSA!

terça-feira, 8 de setembro de 2009

Indignação...

É, será que é assim sempre tudo lindo?
Eu não quero que esse blog seja feito apenas de alegrias!
No momento me encontro em um estado profundo de decepção, não é nada bom, mas hoje é um dia ideal para colocar alguma coisa pra fora! Por que acreditem, tem muita coisa! Sem querer magoar ninguém é claro e muito menos nem ser ingrata!
Por favor, todos sabem que nem tudo é perfeito, isso é uma realidade, me perdoem amigos "em cima do muro", aqui vai uma de minhas indignações para com este nosso mundo defeituoso...

Como por exemplo, os nossos homens contemporâneos, metro sexuais, ou seriam vaidosos demasiado, ou delicados, ou quem sabe gays??!!
Meus Deusss o que está acontecendo com eles????????
De onde saíram essas aberrações, me perdoem, mas se querem imitar as mulheres estão erroneamente enganados, escandalosos e falando alto em um tom mole e repulsivo. Eis que surge uma nova raça. Assim eu até respeito. Mas e os que estão no meio do caminho?!?!?
E pior, se fazem homens, e se aproximam de nós, deixam as mulheres confusas, será que sabem o que querem? Ou estão tentando se convencer de que o que querem não é isso?! Eu não entendo, sinceramente... Pessoas NÃO se reprimam! Soltem o que está dentro de vocês, mas por favor, não me iluda! Por que nós mulheres temos sentimentos, e nos apaixonamos por esses seres indefinidos.
Que infelizmente a sociedade atual ainda não se evoluiu suficiente para respeitar a opção sexual de cada um.
E vem me falar de bissexualidade. Eis que surge outra raça.
Afinal em que mundo estamos vivendo, será isso o apocalipse?
Que meda heim colega!!
Vou guardar comigo o resto de meus pensamentos, afinal são opiniões minhas, e nem todo mundo concorda, pra evitar desavenças. Entraremos em um acordo, sejam nossas amigas, não usem as mulheres como objeto de conversão, por que isso é só no hospital...
Será que alguém já ouviu falar de ex-gay?? Eu nunca!

Eu vou ser sutil...
Não queremos homens fortes nem malhados,
Queremos homens que saibam fazer com que uma mulher sinta-se segura ao envolvê-la em seu abraço.
Não queremos homens grosseiros nem mal educados.
Queremos homens másculos, que saibam como usar a força. Que por sinal é sempre maior q a nossa.
Não precisamos de homens fashions e nem dicas de moda, pois as revistas estão cheias disso.
Queremos que simplesmente não seja tão "cafona".
Não queremos que pague a conta. Mas um gesto de delicadeza pra quem convida (as vezes)quase sempre vai bem.
Não queremos que liguem no dia seguinte. Mas que tenham a sinceridade de dizer que gostou.
Não queremos que nos encham de mensagens, apenas quando der vontade.
Não queremos que mintam e digam que amam ou isso ou aquilo, ninguém pede amor.
Mas que saibam demonstrar o que sentem.
Não queremos que vcs nos levem a serio, mas que levem vocês mesmos.
Não queremos discutir a relação, mas vocês sempre insistem!

É tudo muito simples, e não precisa de manual.



PS: Postagem sujeita a alterações!

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Abordagens.



Foto:Conheci o corcovado essa semana, essa cidade é mesmo MARAVILHOSA!


Dormi hoje na casa de uma amiga queridíssima, são sempre muito produtivas nossas conversas, mesmo que parecem "banais" e corriqueiras em alguns pontos de vista. Pra mim é sempre como ouro, me enriquece de tal forma, que mesmo depois de um assalto onde levassem todo meu dinheiro e pertences eu ainda continuaria rica, mesmo que eu morresse essa riqueza ficaria disseminada entre os meus muitos amigos das mais variadas idades e raças. O conhecimento nunca morre! Além das memórias, isso faz a vida valer a pena!
Falávamos da socialização humana, do preconceito e do racismo (até esse assunto foi abordado na aula de quinta, TGA, uma matéria que aborda sempre culturas extras, mas são todos sub-tópicos da matéria, e sub-tópicos da vida e por ai vai... Sempre com nosso caríssimo Sr. Attina! "Sr.", Se ele ler isso me reprova!)
Conversem, discutam debatam (menos sobre igreja com fanáticos religiosos hehe). Faz muito bem a saúde da mente! E brinque também, sempre com muito bom humor, faz bem para a saúde da alma.

"Você pode descobrir mais sobre uma pessoa em uma hora de brincadeira do que em um ano de conversa."
Platão

Mas eu acredito que em abordagens de assuntos (polêmicos ou não), muitas vezes se aprende mais do que em aulas, de teoria científica comprovada e repassada entre nações, através de papeis, livros ou de conteúdo virtual. Depois de inventados os livros eletrônicos, a gente pode andar ai com uma espécie de "tela-fina" dentro da bolsa e ter alí diversos livros e conteúdos de vários autores (eu ainda prefiro o papel, não há nada como pegar um livro novo com aquele cheirinho bom, e ir folheando, lendo cada página..), eu sempre me desvio do assunto foco, acho que tenho muita coisa pra dizer, e como fico alguns dias sem escrever, acumula conteúdo e fica meio difícil de organizar as idéias, e sai aquele texto corrido, vivido, acumulado vulgo "cachoeira".
Mas é bom isso, no final do texto a gente tenta ler e achar um sentido, e acaba aprendendo mais alguma coisa. E como sempre não me satisfaço facilmente, quero sempre mais!
Esse texto mostra claramente o que os vestibulares abominam, FPT (fuga parcial do tema), mas como eu não tenho um tema, isso não é uma fuga, é apenas o que muitos chamam de "embromation"! kkk

Hoje não é dia de poesia nem de prosa!
É dia de beber, amanha é sábado, Brunito chegando, fim de semana promete, espero ouvir bastante “Los” a beira mar!
Um brinde a vida e ao maravilhoso estado de embriaguês!

sábado, 22 de agosto de 2009

Entender.



Hoje eu não estou cabendo dentro de mim!
Levantei da cama ainda com álcool no sangue.
Estava polêmica discutia questões burocráticas com uma cliente (Deus onde eu estava com a cabeça?!),
com meu moto-taxi e com o padeiro.
Mas devemos ter aprendido algo extra curricular!
Dentro do assunto de estrutura e planejamento.
Assuntos que prefiro não detalhar agora!
Trabalhei de ressaca durante 6h, depois
da minha noite maratona,
"De bar em bar, de mesa em mesa
Bebendo cachaça, e tomando cerveja..."
Ele é um poço de intensa insatisfação, o que atualmente considero
uma verdadeira "invasão". Isso é impactante, um mergulho.
Um fogo acorrentado dentro de um corpo, até incendeia as pessoas!
Mas eu ando meio covarde, dentro da minha ostra.
E por mais que esteja apta a novos amores,
ainda falta algo, que em meio a multidão ainda me faz sentir só.

Não dá pra explicar, as palavras ultimamente andam pobres.
Andam faltosas, parece que estou em outra dimensão, e aqui não existe um vocábulo local.
Parece mais fácil viver da expressão, da oralidade, das imagens de tudo,
menos das palavras.
Estas me servem mais pra deslanchar em frente ao computador,
pra ver se sai alguma coisa.
Na verdade não precisa sair, é melhor ficar, se não,
me tornarei ainda mais vazia!
É tudo muito “antiprático”!
No dia de hoje.

Mais ou menos como disse Clarice:

"Não entendo.
Isso é tão vasto que ultrapassa qualquer entender. Entender é sempre limitado. Mas não entender pode não ter fronteiras.
Sinto que sou muito mais completa quando não entendo.
Não entender, do modo como falo, é um dom.
Não entender, mas não como um simples de espírito.
O bom é ser inteligente e não entender.
É uma benção estranha, como ter loucura sem ser doida.
É um desinteresse manso, é uma doçura de burrice.
Só que de vez em quando vem a inquietação: quero entender um pouco.
Não demais: mas pelo menos entender que não entendo."


Escrevo sem pensar, tudo o que o meu inconsciente grita.
Penso depois: não só pra corrigir, mas compreender o que escrevi.

E as palavras agora estão fluindo calmamente, mas eu não quero que elas fluam.
Bem eu vou ler um livro.
Melhor interpretar as palavras de outros do que tentar entender as suas!

PS: Mulheres não foram feitas para serem entendidas. Foram feitas para serem amadas!

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Um pouquinho de cada prazer.



Depois de um fim de semana maravilhoso em São João Del Rei, cidade onde residi durante 1 ano, onde a vida universitária reina, e que vida! Época boa! Morei em uma república feminina Tradicional da cidade, era uma das maiores, a casa era grande tinha 7 quartos, e mais dois que foram adaptados para utilizar.
Papai mandava dindin todo mês, a tarefa principal era estudar, dizia a lenda né?! Por que a atração da cidade para os conterrâneos é viver do turismo, e para os estudantes, que lá residem para estudar, são as festas republicanas, uma maravilha! E apesar da falta constante de dinheiro. Considero uma verdadeira vida de marajá! Amigos, conversas filosóficas, aquele nível de pessoas jovens recém estudadas para o vestibular federal, boa cultura, papos saudáveis. Gosto muito!

Apesar de meu momento ser outro, pude reviver minha estadia ali. E não só pela cidade, mas pelo fato de ter sido muito bem recebida por meus amigos, sobrou tempo pra ficar um pouquinho na casa de cada um, e vivenciar novamente aquela rotina gostosa, só ter horários para ir até a aula, tomar aquela cervejinha de praxe nos momentos escolhidos, só ligar pro disck e escolher uma caneca. Sem falar que com menos de R$10,00 dá pra sair de casa, entrar em todas as festas e ainda voltar bêbado!

Sarinha me surpreendeu, morávamos juntas, éramos como água e óleo, mas isso nos fez amadurecer, talvez até mais do que se fôssemos líquidos miscíveis. Hoje, melhor do que ontem, talvez ainda sejamos água e óleo, porem sabemos bem como nós dar, e estabelecemos uma agradável harmonia, e ela fez com que surgisse uma amizade, diferente de muitas outras, mas ainda sim uma amizade.

Visconde, meu filosofo, muito bom vê-lo, nossas conversas como sempre muito produtivas para ambos, quase sempre acompanhadas de algumas "grades" de cerveja, nos faz aprender muito no decorrer de poucas horas. As gargalhadas sempre fluem com facilidade, e com elas muita bobeira e falta de noção. E ainda sim você consegue ficar puto com algum detalhe sórdido! Eu só posso dizer que : "O obsoleto no final, pode se tornar um pequeno e delicioso galeto!". Te gosto muito.

Paulinhaaaaaaa!
Não tenho palavras para dizer o quanto te considero amiga,
sinto saudades absurdas de ti!
Muito bom reencontrá-la, e relembrar quando moramos juntas, muita risada!
Pena que ficamos tão pouco tempo também, fiquei muito triste pelo ocorrido contigo minha amiga, pode ter certeza que da próxima vez a gente sai sem bolsa!!
Dias melhores virão. Amo muito você cão!
Saudades de ti sempre.

Naty minha amiga, adorei revê-la, como sempre com sua voz doce, a vida regrada e metódica, que sabe bem a hora e a melhor maneira de curtir essa cidade universitária, sem deixar de lado os estudos e os princípios! Admiro muito pessoas assim, apesar do preconceito para com as "particulares", e certa aversão ao Rio, creio que ainda vá mudar sua opinião ao longo de alguns anos de observação! Eu respeito isso, mas não concordo, até mesmo por ter sempre que defender os meus argumentos e meu modo de vida atual carioca. És pra mim muito querida.

Não podia me esquecer de Thamires, que eu tive de perdoar por não ter me acompanhado durante o fim de semana, mas chegou finalmente me segurando algumas horinhas antes de partir, como sempre por mim muito requisitada, proporcionou-me algumas horas de uma troca recíproca de confissões atuais, as antigas a gente troca com mais tempo ao longo de nossas vidas severinas, pois é pra isso que servem as amizades! E eu me sinto privilegiada com as minhas!

Rio de Janeiro, de volta a Matrix...

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Decorrências



Aquele clima,
clima tenso, horrível,
de prestador inútil discutindo com quem lhe paga.
Eu particularmente, evito sempre qualquer atrito,
ainda mais com desconhecidos.
Mas a cultura é outra, e isso leva anos para mudar.
No entanto, apesar das críticas, turistas vem para o Brasil,
viajam, curtem, exploram, será que tem como não gosrtar do Rio?!
E os brasileiros são bem educados, receptivos!?
Risos.
Meus ouvidos apenas digerem palavras indesejadas
ou irreverentes.
Mais um defeito, eu sei.
Um dia eu trabalho melhor isso com estranhos!
Entre amigos, já está em andamento.

(...)

E lá estávamos nós, como duas crianças ansiosas,
esperando virar princesa...
E aconteceu.
Lindas, graciosas, e ainda alimentando necessitados!
Arroz e feijão.
Encantador!
Vida vida!

(...)

Sobre o andamento do negócio, por enquanto eu tô me virando bem,
até fiz parte da tarefa sozinha, sou curiosa e descubro tudo.
E quando conto pro meu "psicólogo", ele ainda me dá dever de casa!
Agora só falta me ensinar como fazer.

(...)

Essa semana não dá,
as aulas estão suspensas
e eu vou passear.
Rever terras e paixões antigas,
Antigas, sim.
...

É o mundo dá voltas...


Não tenho por que me queixar, apenas viver e deixar a vida me levar!

sexta-feira, 31 de julho de 2009

Amigos.


Amigos, amigos...

O que seria de mim sem vocês??

(Pensando em “tia Raquelzinha” agora...
Digníssima, sinto saudades de ti, da sua casa aconchegante, das suas palavras sábias, eu sempre as ouço com atenção, e uso em meu dia-a-dia! Serviram bem, obrigadas! Rs, então esse post, o que me inspirou foi saudades dessa época maravilhosa, de cachorros quentes na porta da faculdade, e muita ansiedade com um primeiro período de publicidade, que apesar de ser um bom curso, não era aquela coca-cola toda pra mim! Mas a galera, tudo aí foi muito bom. Aliás eu queria agradecer a sua recepção, ao aconchego a amizade, a atenção, a disponibilidade, a você e o Marco né, que também é pessoa maravilhosa, e pelo pouco que conversamos, já deu pra notar que está em boas mãos, o Bob! Meu Deus esse sapeca! Não tenho nem palavras, e por tudo mesmo, conta sempre comigo, sei que estão passando por uma fase dificil, devo me manifestar que fiquei muito triste por tudo, e que sinto não ter ido aí durante esse tempo, não tenho justificativa, mas me manifesto de forma que transpasse meus sentimentos e queria dizer aos "pais" que eu desejo-lhes toda a felicidade do mundo, sei que nada substitui alguem, mas um novo começo, creio eu que amenize toda essa dor, esse anjo deve ter cumprido alguma missão entre voces, talvez agora a união esteja mais forte do que nunca... Deus sabe o que faz.
E eu ainda to esperando aquela visita na minha Terra, e não esqueci do seu queijo não, só que agora vocês terão de ir lá buscar... Férias daqui a pouco tão aí viu... Quero Bob na cachoeira carequinha! Amooo muito querida!)

Dentre minhas amizades selecionadas a todo cuidado, até parece, tudo por acaso. “O acaso vai me proteger, enquanto eu andar distraído...”

Que maturidade teria eu, se não tivesse pedaços de suas vidas,
se não tivesse o prazer de ouvi-los, e vivenciar cada pedaço de suas histórias?! Ouvir suas confidencias e guardar em minha "caixinha".
Há! São tantos lugares, são tantas lembranças, e tanta vontade de estar perto de cada alma maravilhosa, que compõe minha história! Que alegram meus dias, que me incentivam e dão forças para querer se melhor.

Se eu pudesse! Dividiria-me em vários pedacinhos, para estar ao lado de cada um de vocês, para dividir minha alegria, e poder afagá-los nas horas mais difíceis, até parece que eu não fico triste né?
Eu fico sim.
Mas sou um tanto egoísta, até conto os meus problemas, mas pareço sempre uma fortaleza, nem eu mesma sei onde guardo minhas agonias.
Acho que Deus não me deu o poder de ficar triste por muito tempo, nem tampouco intensamente como é de praxe, ou como "deveria ser"!
Mas quando fico geralmente não quero ninguém por perto, é sensação rara para mim, prefiro não dividir, já que ela vai embora rapidamente. E se demorasse também, eu não sei o que faria, gosto de chorar as vezes, mas prefiro o choro da emoção.
Adoro uma piada, até mesmo aquele humor negro, que você ri de uma situação tenebrosa, perdoe-me meu Deus, mas eu gosto.

Debochada quase nada!
Gosto de sarcasmo e ironia. Até mesmo nas pessoas.
O bom humor quase sempre me acompanha, e quando ele sai de perto, ninguém chega! Os que se atrevem, na maioria das vezes o trazem de volta... Atrevidíssimos!

E os meus amigos sabem de quase tudo que estou dizendo! Sou sempre muito transparente, quem não vê, é distraído mesmo! E por mais que eu seja detalhista, as vezes ignoro aquilo que eu não aceito. Estou errada, sei disso, mas o ser humano é ignorante! Eu sou um ser humano!

(...)

Os assuntos dão voltas, as vezes se estendem e eu nem percebo, ou as vezes percebo e prefiro continuar...
Dizia Shakespeare que as idéias das pessoas são pedaços de sua felicidade,
pressupõe-se que a falta de idéia das pessoas, sejam pedaços de sua infelicidade, logo quem anda triste, não terá muitas idéias. Pessoas que lêem são bem informadas, estudam, desenvolvem de alguma forma suas idéias, ficam mais criativas, logo mais felizes, mas vale lembrar que isso não é uma regra!
Ainda sim existem aqueles que são bem informados, e não sabem como ser feliz.
E também não adianta comparar roupas de grife, malhar na academia, ter os carros e acessórios mais luxuosos, e não "malhar o cérebro". O dinheiro o glamour, acabam. E a maior riqueza que temos é o conhecimento, são as experiências, "Você é o que você pensa".
E mesmo assim, com o passar do tempo, vai ficando mais velho, pode concluir. Como disse Sócrates, é um fato (em primeira pessoa, pra manter a originalidade):
"Só sei, que nada sei."
Pra não perder o costume:
Beijos, para todos meus amigos!

De volta.

Voltam as aulas,
e apesar da matemática,
o curso está mais interessante do que nunca.
Graças a TGA,
o professor também ajuda bastante
Attinado que só ele.

Tatá!
Companheira,
agora podemos estudar juntas!
Não me abandone, superaremos a matemática!

Anseio novos por novos trabalhos
equipes bem organizadas,
com uniforme preto padrão.
Adoroo!

E que surpresa mais agradável...
MARA!!!!!!!
Estávamos morrendo de saudades!
É bom tê-la aqui.
Pena que não está só por "bons" motivos
rezo pela alma dela,
minha "menininha" tão serelepe.

Agora é quietinha,
não foge mais de mim
nem tem mais cara de doidinha.
Isso me deixou triste,
mas ela vai ficar bem,
talvez não volte aos seus braços,
mas papai do céu tem um lugarzinho só pra ela.
Por que ela é única e muito especial.
É uma pena não mais poder levá-la
ao nosso "botequim fim de noite".

Sempre lembraremos de ti com carinho.
Fujona e inquieta, com cara de doidinha,
meNiNa! Como sempre foi.
Creio que sua missão um tanto "efêmera"
seja cativar as pessoas
que até então não haviam amado tanto
um alminha, tão doce, e tão pequenina.

Homenagem a ela!
http://www.youtube.com/watch?v=mptV2E-EkJ4
...

E logo iremos ao Martinez,
matar as saudades
e curti-la amiga,
por mais um mês...
Pena que passa tão rápido.

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Férias.

(Foto vista da varanda,1º andar de minha casa)

Meus dias tem sido monótonos ultimamente, em relação a atividades culturais e de lazer. E apesar do marasmo, da monotonia desta cidade interiorana de pouco mais de 32 mil habitantes, eu nunca me senti tão revigorada. Como conta no livro Drácula de Bram Stoker, “...ele necessitava daquelas caixas, que continham frescas e compactadas porções consideráveis de sua terra natal...”. Pude comprovar, que parte disso faz sentido.

Os dias tem sido frios, céu azul, poucas nuvens e um vento agradabilíssimo (ahh coisa boa!), as noites são mais frias, com um vento mais ameno, muitas estrelas no céu! As quais posso contemplar da varanda de minha casa, com uma vista para a praça, fica aquela iluminação de outono na praça, meio sépia, luzes amareladas e não muito claras, um tom que agrada aos olhos...

Combina com um vinho, perfume adocicado, roupas escuras, bota e quem sabe um violão...
Mas meu querido grande amigo Diego, vulgo Fricote, que eu amo de paixão, anda bastante ocupado com seus shows, fica para uma próxima!
Então eu fico com o baralho, os amigos Vandréia (digníssima amiga, que conheci bebendo "leite", e acho que nunca mais tomaremos "água" juntas! kkkk amo imensuravelmente!) e seu namorado Lucas, juntos a uma leve batida, com vodka boa (até parece que eu bebi todos eles! kkk), dentro de casa mesmo, ao som de um Jorge Ben, Led, Norah Jones, nesse estilo.
...
Ontem mesmo fui ao aniversário de outro amigo muito querido da época do colégio! E revi alguns outros da velha e boa guarda! Érica (fodona! Passou em medcina na UFTM que isso heim! parabens querida muito sucesso pra ti!), Ana Cláudia (Cleudiss!! Com seus cabelos sempre cheirando à casa, adoroooo!! rsrs futura advogada! Lindinha demais), Aline (Ahh essa merece mais umas linhas, pq sempre vai lá em casa, kkk consideração é pouco pra falar de ti carissima, uma amizade que começou no maternal e eu espero que ainda dure anos, afinal eu não quero uma concorrente, mas sim uma parceira companheirissima, Arquiteta! Com curso de pedreiro e tudo que se tem direito! Amo você amiga! Salve a arquitetura!).
Me deu saudades viu! Ôh Vidinha mais ou menos! Pena que minhas ferias já estão às vésperas do fim.

Surpreendi-me com alguns acontecimentos, pois não sabia que paixões de adolescência poderiam perdurar anos. Fiquei assustada, mas feliz, confesso. O que posso dizer agora sem intenções de magoar um coração: - Espero que compreendas, que algumas coisas na vida seguem seu caminho. Tudo passa...

Tenho curtido bastante minha querida mãe, embora seu humor seja oscilante, e dessa oscilação nem sempre surge uns dos mais agradáveis, eu a amo de qualquer forma, não tenho como deixar de dizer que sou de muita sorte, não só pela mãe e a família que tenho, mas todos acontecimentos de minha vida, amigos, casos, acasos, vírgulas com ou sem sentido de adição (risos).
Deus sempre me ilumina muito.
E mesmo que não seja suficientemente grata, talvez por querer mais, ou mesmo por não estar me dedicando a praticas religiosas em dado momento de minha vida, Ele sabe minha fé, mesmo que alguns me considerem uma pessoa “cética”, percebo a cada dia que passa, em cada episódio, cada acontecimento, como sou abençoada!

Mais uma vez, Obrigada!
Pra registrar, uma música que eu adoro, e tenho ouvido bastante. Alías adoro todas as músicas do Bob Dylan nesse ábum, mas especialmente esta, e mais especial ainda por ser parte da trilha sonora do filme Vanilla Sky!

terça-feira, 21 de julho de 2009

A carta.


Praça Tuiuty

Virou alucinação!!!
Olho e não vejo. Voce.
Onde será que está minha flor?
Será onde com quem voce está agora.
Não importa a hora ou o dia, será onde voce está?!

Com quem não importa,
mas comigo voce não está,
e isso que importa!

Procuro um bar para me acalmar,
e esquecer essa praça,
que tanto vi nos meus pesadelos.
Oh praça da'margura!

Tento te esquecer, mas voce me assombra,
e quando saio de casa
tenho que que passar por voce,
preciso andar ao teu redor,
e meu coração quase para,
minha respiração fica ofegante.

Escura e fria é voce agora longe de mim,
antes foi linda e quente!
Sei que outro homem frequenta-te
e está a lhe cultivar, minha flor.
Ocupando o seu banco sem iluminação!
INFELIZMENTE não sou eu.

Mas a culpa, a sim, esta é toda minha!
Que por causa do meu amor possessivo,
uma flor rara que só se encontra em seu jardim,
praça da'margura!
Eu magoei, e ela ficou sem forças
para suportar mais um verão ao meu lado.

Não sei se faltou água ou sol,
mas quando ela mais precisou de mim
eu não estava lá para suprir sua necessidade.
Talvez simples palavras de conforto ela precisasse,
ou apenas um abraço, um beijo por que não?
Só por que é uma flor?!

Passo noites inteiras chorando sozinho no meu quarto,
imaginando se você está lá onde eu deixei,
talvez alguem tenha te tirado de lá.
Onde você deve estar agora?
Quem está tomando conta de ti?!

Qua alucinação...
Te vejo em vários lugares,
com várias pessoas,
fazendo nem sei o que.
Estou vivendo num mundo de alucionaçãoes.
É muito triste esse mundo.

Só que na praça d'margura
infelizmente voce não está!
É muito triste não te ver lá.

Quero te pedir desculpas minha flor,
pois vc é rara, só existe você em todo universo.
E eu falhei ao cultivá-la,
espero que seu novo jardineiro te faça crescer e amadurecer
porque um dia eu quero tê-la novamente
linda e cheiroza, como você sempre foi!

Te amo sempre.
Da autoria de um "eterno apaixonado".

segunda-feira, 13 de julho de 2009

Tudo de bom!



Vida! Coisas da vida... Ou apenas coisas, elas estão aí pra todo mundo, vai do critério de cada um, como se quer aproveitá-la.


Andei lendo blog's por ai, me deixa vislumbrada, como a escrita revela a alma das pessoas, isso é magnífico, bons textos, vários estilos, temas, cores, histórias, me fascinam!
Queria agradecer a todos que postam suas idéias que dividem suas palavras e nos inspiram, nos fazem apreciar a leitura, e querer escrever e mostrar pro mundo nossas novas prosas e poesias!

Ontem mesmo meu irmão ensaiava o monólogo de Orfeu para uma apresentação, que profundo monólogo, quanto amor, quanta música, e mesmo quem perdeu a amada, ainda toca sua arpa, e consegue comover a todos com seu som intenso e vivido, música é vida! Amo músicas que acariciam os ouvidos... Repito o som de um bom piano, clássica, chorinho, MPB,Ahh!! Como é bom ouvir, tocar sentir, música... Poesia, música... Felicidade, música!


Mudando de assunto ultimamente, tenho escutado e abordado muito em conversas um assunto delicado: "tristeza" , muitas amigas, pessoas próximas vem me falar dessa infeliz aí!
Que afinal, poucas pessoas conhecem realmente, muito menos de quem tem a oportunidade de escrever num blog, tem acesso a internet, um teto, comida, e um chuveiro quente pra tomar um bom banho...

Tristeza é um estado de melancolia, puramente particular, até respeito, confesso ser fã de um drama as vezes, adoro chorar e curtir uma fossa, mais isso não faz parte do meu eu, tampouco do ser humano...
Não creio!


Deus é muito bom, ele não nos fez com esse intuito, mas depois do "fruto proibido", ele descobriu que nós não éramos tão gentis, e resolveu nos dar alguns momentos de infelicidade, é gente, nem tudo são flores, agradeçam cada dia de sol, e cada manhã com café e pão quentinho na mesa!

E mesmo quem não tem muito que agradecer, eu duvido que há quem acorde triste todos os dias, sem vontade de cantar uma bela canção!



"Papai do céu é muito bom!"

By: Joselito



Deixo com vocês uma linda música, para todos os apaixonados (seja pela vida ou por alguém, pelo trabalho, qualquer coisa...), o importante é amar...


E tomar suco de laranja!



http://www.youtube.com/watch?v=WsfrucAWd7I



quinta-feira, 9 de julho de 2009

Minas Gerais

Ah que saudades de você! Houve o tempo em que achei que não mais fazia parte de mim,
mas está em meu coração... Minha terra querida,
estou indo ao seu encontro, quero acariciá-la!
Estou indo ver minha doce mãezinha!
Ver minha família, meus amigos
Tia Fátima minha diva!
E eu continuo sempre com minha terapia!
Não, não, não!
Hoje de rima não é dia !
Hoje é dia fantasia!
kkkk
Eu não resisto...
Agora o trabalho me chama,
Minhas pedras lindas e graciosas
coisas que da natureza se eu pudesse, não tiraria,
mais o ser humano também quer coisa boa,
e Deus deixa ele mexer aqui e ali,
até não existir mais tanta coisa interessante,
nessa hora o homem dá valor ao que não queria!
Deus, que rima insistente!
Risos, Estou tão feliz,
é de minha essência felicidade,
coisa ruim não me contagia!
Preciso mudar esse ritmo,
trazer de Minas o meu violão,
ou até mesmo um piano de calda (que muito mais me agrada),
mas as rodas são de viola,
e não tem espaço para instrumentos tão densos,
pois bem, melhor assim.
Este eu toco só pra mim!
E para quem de uma boa música gostar,
posso até recitar!
E quem sabe até oferecer uma musica pra você ...
Se você fizer por merecer!
Sou sempre sucinta,
não dou fácil colher de chá!
Falo o que precisa ser dito, até coloco a culpa em quem não existe,
mais comigo ela não fica,
a não ser que eu minta!
Joselito MEU QUERIDOOO!!!
Sinto saudades,
de você e de minha Mara.
Vou perder esse vício,
Ora bolas,
estou falando isso desde o início!
Mais quando se gosta de rima e poesia,
é uma de cada vez, e no final
vira um precipício!

Je ne comprends pas comment!

"If they say Why, why?
Tell 'em that it's human nature
Why, why,
does he do me that wayIf they say "

...Homenagem ao nosso querido MJ.





quarta-feira, 8 de julho de 2009

Terapia do Bom Dia!


Acordei, mimada, sofrida, em demasiada nostalgia,
Quanta apatia!
Saí de mim coisa ruim!
Que eu quero mais é alegria!
Um banho frio é uma terapia,
escrever tampouco, quem diria!
Estou eu aqui pra te dar um bom dia!
Então, faça estar minha regalia,
e tenha um maravilhoso dia!
Risos,
Quanta poesia!
Eu escrevo sem pensar e sem entender,
quanta porcaria!
Risos,
Mas pensar em minha terra causa-me empatia!
E muitas saudades,
Mas logo estamos indo.
Quanta alegria!
Mais sorrisos!
Deixe o dia estar e o sol pela janela entrar,
O claro suave da manhã e essa brisa gostosa,
Quanta calmaria!
E morrendo de saudades de minha mãezinha,
Minha doce Maria!
A pessoa que mais amo neste mundo,
E dedico todos os meus dias,
Obrigada minha rainha se hoje sou assim,
forte e sagaz, é por você!
É pra você, toda ousadia!
Me orgulha a educação e carinho que me deste,
Que valioso, em fartura e quantia!
Anseio tanto estar em sua companhia...
Comprei um livro ontem, aliás três,
E um falava de mitologia,
Erotismo e outras coisas que o homem aprecia,
quase pornografia!
Ainda não comecei a ler,
tenho ainda mais sete, que somaria!
Tenho que trabalhar agora,
Muitos risos
Eu bem que queria dormir o "dintero"
Mas tenho que lavar a roupa com sabão liquido,
Por que em pó, é uma porcaria!!
"Lava roupa todo dia, que alegria"
Enquanto falo no radio com meu namorado
Joselito, ele acorda cedo, e diz que quer dormir mais
Eu digo: Também queria!
Mais não deveria...
Ele vai na farmacia comprar remédio
Benegripe e VitaminaC pra energia!
E depois de comprar o jornal
Vai tomar seu delicioso café,
na padaria!
Hojé é dia de semana, o Escort fica na garagem,
que lataria!!! kkk
Eu tentei não escrever isso
mais não resisto a uma porcaria!
Meu lindo fofo, minha alegria!
Eu me importo sim com a sua fisionomia!
E cuide bem dela pra me fazer sempre boa companhia!
Cansei gente!
Bom dia!!
Muita alegria!

domingo, 5 de julho de 2009

Pessoas.

O fato é que: várias pessoas neste mundo, apenas existem, outras vivem.
E de fato elas têm uma vida, ou uma sobrevivência não se sabe ao certo, porque caso ou acaso, muitas vezes se cruzam umas com as outras, e isso pode ou não ser um fato marcante.
O que faz a sutil diferença, é o jeito que cada uma delas encara esse encontro, umas dão ao fato conotação de mera coincidência, outras já acreditam no destino...
Mas, há quem diga, que existem pessoas certas e pessoas erradas, e as exceções á regra, e assim formam-se vínculos, famílias e grandes histórias de amor, ou grandes tragédias de amor, ou até mesmo casos simples, sem amor ou tempero algum...

A pergunta: “-Será esta a pessoa certa?”

Esse questionamento talvez nos persiga durante uma jornada, curta ou longa... Até que em algum momento de nossas vidas, eis que esta se cala, e se torna algo inquestionável... Ou uma eterna incógnita.
Dizem que a pessoa errada nos faz odiar e amar intensamente, nos faz sofrer e viver intensamente, chorar e rir intensamente, ter medo e crescer muito, devido a experiência quase fatal. Já as certas, não mudam.
Pra mim isso é um clichê.
Penso que enquanto as pessoas "erradas" nos propiciam momentos de adrenalina, com elas se vive e emociona -se intensamente ... E por não desempenharem o seu papel adequado, tornam-se perturbadoras, e quando acaba a "paixão", vem o inferno, o amargo no final da vida, se persistir até então.. Mais o que fazem elas serem "erradas" somos nós, por não comprendê-las e não saber vivenciar o que elas nos propciam de melhor, por que pra alguém, ela vai ser a "pessoa certa", é claro que isso dependerá dela mesma também...
As certas, nos fazem apaixonar, mais não perdidamente, mais com uma certa ternura, de uma forma mais racional, sadia(por que na verdade as pessoas "certas", são as pessoas que escolhemos e conseguimos manter um certo ritimo), e depois da “paixão”, vem o crescimento mútuo, a soma, que resulta em um amor maduro, o que não nos impede de viver intensamente e aquilo vira uma sintonia!
Contudo as pessoas incertas tem por si só, mais do que a mera função de nos fazer valorizar as demais! Elas são preciosas em nossa vida também, como "making's off", depois de todo ocorrido, nos dão a oportunidade rever as coisas, e poder assim corrigir os erros de gravação!

Porém, mesmo que não vingue um amor de ambas às partes, as pessoas sempre são valiosas na vida... Sempre!
Não gosto de pessoas descartáveis, que tem uma bela casca, fazem vista, na juventude até enganam, mas quando chega a velhice, a casca apodrece e o que sobra é a constante falta conteúdo, de aprendizado. E na maioria das vezes aquela solidão que se vive acompanhado!
É por isso que valorizo almas.

Ultimamente ando conhecendo muitas assim, um ano de riquezas...

Ontem pude contemplar ao som de um bom violão, mais uma ilustrissima personalidade! Foi um grande prazer conhece-lo "Claudette"!

E lembrei-me de minha benha (amiga de infância, que valorizo e prezo muito), alguém que tenho intensa admiração e carinho, sinto muitas saudades!
Como estas noites boêmias combinam com você doce amiga. Lembro-me de nossas conversas produtivas e filosóficas, na escola, em casa e nos fins de festa. Nossas teorias de mundos e fundos, tudo é motivo para análises, qualquer assunto sempre flui como água, e quase sempre acompanhados de um ou vários drink’s! Nossas filosofias baratas sobre homens e relacionamentos, os assassinatos que cometíamos em sigilo, quantas pessoas já matáramos?! E quantas já elegemos a presidência, miss do morro, ou davamos cargos importantíssimos a estas! Risos.
Não consigo ter dimensão do quanto você é importante em minha vida, mesmo de longe, não há um dia que se passe, e eu não me lembre de meus maravilhosos amigos!

Bem eu vou parando por aqui, é muita coisa pra contar.

Vou sair agora, num restaurante japonês que adoro, aprecio a culinária japonesa, é leve , agradável, saboroso, indispensável a qualquer momento! Principalmente num domingo!
Ô vidinha mais ou menos viu!

Obrigada por mais um dia meu Deus!

quarta-feira, 24 de junho de 2009

... Surpresas

Ultimamente tenho me surpreendido comigo mesma, não só pelo fato de estar me saindo melhor do que o previsto, mais por estar sendo tão útil na vida de meus entes queridos!
É outras longas histórias que não tenho tempo de escrever agora.

Outro dia esdito esse post!

domingo, 21 de junho de 2009

Pé direito!!


Acordei hoje com vontade de dançar, até rolou um forrozinho, rs !!!! O dia está lindo, e eu tenho idéias, tenho horizontes, hoje não é mais um dia, é de suma importância, dia de organizar idéias, desenvolver projetos, de pensar que ser feliz todo dia é possível sim, e com as teorias saltitantes, tentativas, e tudo o que se tem direito de pensar. A imaginação não tem limites, sonhar com os pés no chão, sonhar com o tangível, e conseguir, chegar lá! Tenho sede de viver, de revolucionar, de inovar... Viver o presente, que é realmente um PRESENTE uma dádiva!! Fazer projetos a curto prazo, o que os torna mais possíveis, e alcançáveis, assim sempre se terá uma meta mais curta mais fácil de alcançar, e juntando todas as metas, no final irá se concretizar um sonho, um aglomerado de metas, eis a evolução!!!E descubro que o segredo não é correr o risco de cair numa rotina, e sim saber inovar, a ponto de não ter que mudar para melhorar, mais melhorar a mudança, a mudança é o de sempre, pra melhor, conviver com várias pessoas dentro de si, e ainda sim conseguir ter uma só personalidade...Tão ansiosas minhas palavras !!


"Nada é permanente, exceto a mudança." Heráclito

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Melancolia

Hoje é um dia comum, igual a vários outros comuns (que não são a maioria dos meus)...
Um dia xoxo, sem tempero...
Aqueles dias em que vc se dá conta de que o pouco esforço que tem feito, é realmente pouco, insuficiente. E desenvolve dentro de si uma força extra, que estava guardada pela estagnação do "comodismo", há muito ainda para aprender, muito caminho para trilhar, e com pouco eu nunca me contentei, aliás, nunca me contentei com nada... De fato a constante presença de oxigenio em meu corpo, me faz agora querer encher o peito de muito amor e de um ar que ainda não existe nessa atmosfera...
Difícil de expressar, a mesmice de minhas palavras redundantes, a falta de conteúdo de meu português pobre neste momento, mas eu não sou triste! Não mesmo!
Sou demasiadamente humana, e hoje é dia de melancolia! Risos (ainda sim acho graça, não me pergunte de que!)

"Descubro com melancolia que meu egoismo nao é tao grande assim, pois dei ao outro o poder de me magoar .
Os sorrisos , as palavras sem importancia que sao tao importantes."

Livro: O amor do Pequeno Príncipe
Antoine de Saint-Exupery


Fiz uma prova pela manhã, me sai bem.
Mal havia monitoria dentro da sala, o que fazia o pessoal trocar idéias tranquilamente sobre cada questão, eu lá ainda fiquei com minha opinião, pois o conteúdo já se encontrava no estoque de meus conhecimentos, "inteligência emocional", as habilidades de lhe dar com as emoções, digerir os conflitos, e lhe dar com as derrotas, e ainda sim ser persistente.. blá blá blá!!

A tarde fiquei com minhas duas amigas que eu chamo de "Mara’s" (abreviação de maravilhas!!), pessoas que conheci nesta cidade maravilhosa, (tudo é "MARA!!") que com o tempo me conquistaram, já são parte de minha vida, Dani (uma pessoa íntegra, iluminada, grande mulher, além de linda, é dona de características, raras de se juntar em uma só, um coração de ouro e uma mente que muito me identifico, seus pensamentos quando não se parecem, complementam os meus, me faz rir muito, é autêntica, capaz de fazer qualquer pessoa se sentir a melhor, agradabilíssima, não tenho palavras para descrever o quanto se tornou essencial em minha vida, coisa que eu pretendo guardar e preservar debaixo de sete chaves, e vou sentir muitas saudades), Tatá (pessoinha muito fofa, que também me conquistou com seu jeitinho de menina responsável e cheia de boa vontade, uma pessoa abençoada creio eu que ainda viveremos muitas farras intensamente maravilhosas, amiga especial, que ainda continuará a caminhar comigo e crescermos juntas!).
Enfim, hoje eu resolvi falar um pouco de cada uma, pois as considero muito importantes nessa nova faze! (Obrigada queridas!)
Voltei pra academia ha 3 dias, meu corpo dói agora, acabo de chegar da malhação, são só "alguns kilinhos" que devo perder, e pretendo nunca mais encontrar! kkkkkkk, maldita herança genética!!!
Bem, eu continuo persistente nessa árdua luta!
Tenho fome, mais já me desanimam os prazeres ingratos da gula!
E a vida vai seguindo, meu coraçãozinho anda apaixonado e saltitante, mesmo com as poucas flores, eu não me esqueço dele, nem de tomar meu leite de caixinha que eu tanto gosto! Previne a osteoporose rsrs...
Já me sinto melhor depois de algumas palavras um pouco desgarradas, sem um sentido cronológico nem uma linearidade específica!
Escrever é mesmo uma terapia, embora eu não seja lá essas coisas, confesso que me agrada bastante... Me despeço por aqui, tenho que me banhar, dormir cedo, amanha tenho outra prova (ITGA)...

Para fechar, duas frases de um dos meus filósofos prediletos:

"Os homens graves e melancólicos ficam mais leves graças ao que torna os outros pesados, o ódio e o amor, e assim surgem de vez em quando à sua superfície."

"A vontade é impotente perante o que está para trás dela. Não poder destruir o tempo, nem a avidez transbordante do tempo, é a angústia mais solitária da vontade"

Friedrich W. Nietzsche

domingo, 14 de junho de 2009

Noites frias. II



Quis degustar culinárias antigas por mim muito apreciadas.
E poder reviver nosso deleite.
Um pouco daquele gosto de coisa perdida, que ainda não exala cheiro de podre.

Você sempre o mesmo, não me surpreendeu, arrogante e machista, extremamente interesseiro, foi correndo me encontrar.

No entanto carinhoso de uma forma hostil e provocante, agradável e quase sempre muito obediente. Não que eu goste de mandar, mas obedece aos meus padrões, não só por conhecê-los, mas por ser conveniente a você.

Desta vez, para mim, não foi igual, e ainda bem que não. Significa que acabou, nosso fogo, nossa paixão. O restinho do que já estava morto. Como sempre muito teimosa, tive que confirmar. Só para ter certeza mesmo.

Me encosta na parede, me segura forte nos seus braços, e não pense que ainda gosto disso, mas deixo você pensar que sim.
Embora o SR. não acredite. Pode ser muito doloroso para um homem pensar que perdeu o reinado.

Naquela fria e silenciosa de inverno, éramos só nós dois, literalmente encarcerados, enquanto você me admirava. Era melhor ligar o som, pra quebrar toda aquela monotonia, como "antigamente", o quanto gostamos disso. Senti frio, seu calor não me aquecia.

Vivi intensamente aquele momento, da maneira mais tórrida e fria, e que eu desconhecia existir.

Melhor assim, não me magoei. Não fiquei triste tampouco feliz, também não posso dizer que nada senti. Simplesmente preferi não sentir. Só viver. Já que havia feito a escolha...
E eu disse que ia escrever sobre isto.

Procuro ser agradável, fazer com que as coisas, por mais que inúteis e desvantajosas, valham a pena.
E mesmo que ruins, tento vive-las intensamente, pra depois ter a convicção de que: "assim não", não gosto assim, prefiro assado...

Preferi não prolongar, não só pelas circunstancias, mas pra não desperdiçar mais tempo.
E por que gosto de me produzir, ficar a vontade para maquiar, me pentear e me trocar com calma depois do banho, sem precisar usar espaço alheio. Mas agradeço cortesia.

Volta e meia a gente comete um erro antigo novamente, talvez por que tenha esquecido ser errado, ou por pensar que errar é humano, e ser demasiadamente, humano com carne fraca.

Não guardarei mágoas, e se verdadeira for, sua amizade sempre estará em meu peito.
Agora não somos mais homem e mulher, sim nada mais que bons e velhos "amigos".
Consideração e respeito. E precisa de mais alguma coisa?!

"Pra ser sincero eu não espero de você, mais do que educação..."

quinta-feira, 11 de junho de 2009

... Feliz!!

Que Deus não permita que eu perca o ROMANTISMO, mesmo eu sabendo que as rosas não falam.
Que eu não perca o OTIMISMO, mesmo sabendo que o futuro que nos espera não é assim tão alegre.
Que eu não perca a VONTADE DE VIVER, mesmo sabendo que a vida é, em muitos momentos, dolorosa...
Que eu não perca a vontade de TER GRANDES AMIGOS, mesmo sabendo que, com as voltas do mundo, eles acabam indo embora de nossas vidas...
Que eu não perca a vontade de AJUDAR AS PESSOAS, mesmo sabendo que muitas delas são incapazes de ver, reconhecer e retribuir esta ajuda.
Que eu não perca o EQUILÍBRIO, mesmo sabendo que inúmeras forças querem que eu caia. Que eu não perca a VONTADE DE AMAR, mesmo sabendo que a pessoa que eu mais amo, pode não sentir o mesmo sentimento por mim...
Que eu não perca a LUZ e o BRILHO NO OLHAR, mesmo sabendo que muitas coisas que verei no mundo, escurecerão meus olhos...
Que eu não perca a GARRA, mesmo sabendo que a derrota e a perda são dois adversários extremamente perigosos...
Que eu não perca a RAZÃO, mesmo sabendo que as tentações da vida são inúmeras e deliciosas.
Que eu não perca o SENTIMENTO DE JUSTIÇA, mesmo sabendo que o prejudicado possa ser eu...
Que eu não perca o meu FORTE ABRAÇO, mesmo sabendo que um dia meus braços estarão fracos...
Que eu não perca a BELEZA E A ALEGRIA DE VER, mesmo sabendo que muitas lágrimas brotarão dos meus olhos e escorrerão por minha alma...
Que eu não perca o AMOR POR MINHA FAMÍLIA, mesmo sabendo que ela muitas vezes me exigiria esforços incríveis para manter a sua harmonia.
Que eu não perca a vontade de DOAR ESTE ENORME AMOR que existe em meu coração, mesmo sabendo que muitas vezes ele será submetido e até rejeitado.
Que eu não perca a vontade de SER GRANDE, mesmo sabendo que o mundo é pequeno... E acima de tudo...
Que eu jamais me esqueça que Deus me ama infinitamente, que um pequeno grão de alegria e esperança dentro de cada um é capaz de mudar e transformar qualquer coisa, pois....
A VIDA É CONSTRUÍDA NOS SONHOS E CONCRETIZADA NO AMOR!

Amorosamente, Francisco Cândido Xavier (Geralmente, lemos as psicografias de Chico Xavier, mas este é um poema do proprio Chico)


Obrigada Senhor por essa vida maravilhosa!

terça-feira, 9 de junho de 2009

Teatro..

Ainda não parei pra pensar o que nesta vida me faz gostar tanto de teatro.Eu o vejo como um espetáculo da arte de ser humano, e literalmente o "ser humano" demonstra e vive ali num palco, ou mesmo em seu íntimo, a arte de interpretar, ser mil em um só ... e um só em mil, isso me fascina!
A última peça foi "O silêncio dos amantes"... O vislumbre foi tamanho, cabe aqui relatar um pouco disto...
Junto ao meu som predileto, de um bom piano...Me encanto por músicas clássicas e instrumentais, em representações mudas e encenações, sozinhas também!!A vida é mesmo um mistério... um silêncio...
Há quem pense que "A vida é um vazio sem esperança" (frase de um filme, não me lembro o nome) mais acho que vai muito além de definições, e pra quem consiga constituir uma história legal, e real, a vida é incondicionalmente maravilhosa!Como uma a expressão de um dos meus filmes preferidos , um "Sonho lúcido" Vanilla Sky...

video

Citações...

"Depois de algum tempo você aprende a diferença, a sutil diferença entre dar a mão e acorrentar uma alma. E você aprende que amar não significa apoiar-se. E que companhia nem sempre significa segurança. Começa a aprender que beijos não são contratos e que presentes não são promessas. Começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança. Aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão. Depois de um tempo você aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo. E aprende que, não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam… E aceita que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais. Descobre que se leva anos para construir confiança e apenas segundos para destruí-la… E que você pode fazer coisas em um instante das quais se arrependerá pelo resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias. E o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem na vida. E que bons amigos são a família que nos permitiram escolher. Aprende que não temos de mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam… Percebe que seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos. Descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida são tomadas de você muito depressa… por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas; pode ser a última vez que as vejamos. Aprende que as circunstâncias e os ambientes têm influência sobre nós, mas nós somos responsáveis por nós mesmos. Começa a aprender que não se deve comparar com os outros, mas com o melhor que pode ser. Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo é curto. Aprende que não importa onde já chegou, mas para onde está indo… mas, se você não sabe para onde está indo, qualquer caminho serve. Aprende que, ou você controla seus atos, ou eles o controlarão… e que ser flexível não significa ser fraco, ou não ter personalidade, pois não importa quão delicada e frágil seja uma situação, sempre existem, pelo menos, dois lados. Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer, enfrentando as conseqüências. Aprende que paciência requer muita prática. Descobre que algumas vezes a pessoa que você espera que o chute quando você cai é uma das poucas que o ajudam a levantar-se. Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experiência que se teve e o que você aprendeu com elas do que com quantos aniversários você celebrou. Aprende que há mais dos seus pais em você do que você supunha. Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens… Poucas coisas são tão humilhantes e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso. Aprende que quando está com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso não te dá o direito de ser cruel. Descobre que só porque alguém não o ama do jeito que você quer que ame não significa que esse alguém não o ama com tudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso. Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém… Algumas vezes você tem de aprender a perdoar a si mesmo. Aprende que com a mesma severidade com que julga, você será em algum momento condenado. Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não pára para que você o conserte. Aprende que o tempo não é algo que possa voltar. Portanto, plante seu jardim e decore sua alma, em vez de esperar que alguém lhe traga flores. E você aprende que realmente pode suportar… que realmente é forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que você tem valor diante da vida! Nossas dúvidas são traidoras e nos fazem perder o bem que poderíamos conquistar se não fosse o medo de tentar."

William Shakespeare

segunda-feira, 8 de junho de 2009

Andando nas núvens...


...Êxtase!
Acho que esta seria a melhor palavra para traduzir o que tenho contido no peito, no dia de hoje, uma felicidade enorme toma conta de mim, e mesmo que eu não queira sorrir, parecem involuntários meus movimentos faciais... Acordei com vontade de escrever isso (finalmente "desvirginar" meu blog).
É... Quem diria?!
Me sinto tão radiante, humor tão leve, capaz de ofuscar uma TPM (supostamente um estado voluntário e inconsciente pseudoexistente feminino) puro clichê! Mais acontece sempre, rsrs! Até "caminhar" pelas costas do meu irmão aquele fanfarrão risos, e entar no clima de suas palhaçadas (coisa rara). Hilário foi ouvi-lo dizer, com aquele jeitinho mineiro que só ele tem, soltou num momento oportuno:
"Ê minina, porquê ta com essa sua cara de felicidade?!" Muitos risos...
Vontade de sentar à beira mar, durante a manhã, mergulhar num sono tranquilo e acordar ao entardecer, ver o sol se esvair , e a lua cheia despertar, sentir a maresia...
São as coisas mais simples que nos fazem bem, acho que o melhor da vida, é encontrar pessaos que saibam fazer de pequenos instantes, grandes momentos!
"Viver, e não ter a vergonha de ser feliz
Cantar (e cantar e cantar) a beleza de ser um eterno aprendiz
Eu sei que a vida devia ser bem melhor e será " ...
Agradeço a Deus pela benção! Sempre....
=]